Diário de São Paulo
Siga-nos

Receita Federal apreende mais de 100 kg de cocaína dentro de obras de arte no Aeroporto de Guarulhos

Desde o início da investigação, foram apreendidos quase 900 quilos de cocaína

Imagem: Divulgação | PF-SP
Imagem: Divulgação | PF-SP

Publicado em 20/07/2022, às 07h54 G1


Mais de cem quilos de cocaína foram encontrados nesta terça-feira (19) no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.
A droga estava escondida em esculturas enviadas de Minas Gerais com destino a Hong Kong, na Ásia. Ao quebras as peças, foram encontrados vários tijolos de droga.
A Receita Federal suspeitou da carga e um cão farejador foi usado para identificar a cocaína. No total, foram apreendidos 165 quilos de entorpecente.
A polícia deve investigar quem são os responsáveis pela droga.
Ainda nesta terça, a Polícia Federal (PF)em São Paulo iniciou uma operação de combate ao tráfico internacional de drogas envolvendo funcionários terceirizados que trabalham no aeroporto.
Ao todo, os policiais cumpriram 23 mandados de prisão preventiva decretados, além de 24 mandados de busca e apreensão. Desse total, 15 foram presas, sendo que 13 são funcionários terceirizados do aeroporto.
Os policiais cumpriram mandados na capital paulista, em Sorocaba, Praia Grande, Guarulhos e também em Portugal.
Oito pessoas ainda são procuradas, uma delas é um brasileiro que mora em Portugal e é considerado o chefe da quadrilha. O que chamou a atenção da Polícia Federalneste esquema é a mudança de estratégia dos traficantes para mandar cocaína para a Europa. Segundo a PF, antigamente o transporte da droga em grande quantidade era feito pelos portos, escondida em mercadorias nos navios. Os traficantes agora encontraram um meio de mandar a cocaína de forma mais rápida, em aviões comerciais.
O g1 contatou a concessionária GRU Airport, que administra o Aeroporto de Guarulhos, e a empresa informou que "a operação desta terça-feira (19/07) está sendo inteiramente conduzida pelas autoridades competentes".
Durante a investigação, que durou um ano e dois meses, foram apreendidos 880 kg de cocaína em nove operações. Três no aeroporto de Guarulhos, duas em Lisboa (Portugal), uma em Frankfurt (Alemanha) e três em Amsterdam (Holanda), com prisões efetuadas em Frankfurt e Lisboa.

Compartilhe