Diário de São Paulo
Siga-nos
BOLSONARISMO

Protesto bolsonarista pede impeachment de Lula e Alexandre de Moraes na Avenida Paulista

Protesto convocado por deputados bolsonaristas reúne pequena multidão e destaca insatisfação com o presidente e ministro do STF

Manifestação bolsonarista em Copacabana, em abril de 2024 - Imagem: Reprodução / Fernando Frazão / Agência Brasil
Manifestação bolsonarista em Copacabana, em abril de 2024 - Imagem: Reprodução / Fernando Frazão / Agência Brasil

Sabrina Oliveira Publicado em 10/06/2024, às 08h43


Neste domingo, a Avenida Paulista foi palco de uma manifestação bolsonarista convocada para exigir o impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. O ato, que ocorreu em frente ao vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), não conseguiu reunir um grande número de pessoas, ocupando apenas parte do quarteirão entre as ruas Plínio Figueiredo e Professor Otávio Mendes.

O evento foi organizado e promovido nas redes sociais por figuras proeminentes do bolsonarismo, incluindo os deputados federais Carla Zambelli (PL-SP), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PL-SP) e Marcel van Hattem (Novo-RS). No entanto, a ausência de apoio de nomes de maior peso, como o próprio ex-presidente Jair Bolsonaro(PL), foi notável, com Bolsonaro não aderindo ao chamado nem manifestando publicamente apoio à mobilização.

Durante o protesto, Marcel van Hattem subiu no trio elétrico vestido com uma camiseta estampada com a frase "impeachment de Alexandre de Moraes já" e agradeceu aos protestantes pela participação. Ele comparou o ato deste domingo com as manifestações cívicas que ocorreram em junho de 2013 e durante os protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), entre 2015 e 2016, referindo-se ao evento como um "reinício das manifestações cívicas de quem não tem medo".

Van Hattem aproveitou o momento para ironizar o ministro do STF, Alexandre de Moraes, apelidando-o de "Xandinho" e criticando-o por supostos abusos de poder. "Quem usa do seu poder para abusar dele de forma ilegal, inconstitucional e imoral, é Xandinho, é pequeno, é minúsculo", disse ele, em meio aos gritos de "fora, Xandão" entoados pelos manifestantes. Confira vídeo no final da matéria.

Além de Van Hattem, a economista Marina Helena, pré-candidata à Prefeitura de São Paulo pelo partido Novo, também marcou presença no ato. Assim como seu correligionário, ela vestia uma camiseta pedindo pelo impeachment de Alexandre de Moraes.

Compartilhe  

últimas notícias