Diário de São Paulo
Siga-nos

Descubra a mentira que a filha de um militar usou para sair com o jogador do Corinthians

Livia Gabriele, de 19 anos, faleceu após encontro com jogador sub-20 do Corinthians

Descubra a mentira que a filha de um militar usou para sair com o jogador do Corinthians - Imagem: Reprodução | Redes Sociais
Descubra a mentira que a filha de um militar usou para sair com o jogador do Corinthians - Imagem: Reprodução | Redes Sociais

Marina Milani Publicado em 01/02/2024, às 07h51


Livia Gabriele da Silva Matos, uma jovem de 19 anos, encontrou a morte de forma trágica após um encontro com Dimas Cândido de Oliveira, de 18 anos, jogador da categoria sub-20 do Corinthians. Moradora da região da Penha, zona leste de São Paulo, a estudante de enfermagem residia com os pais, incluindo o policial militar aposentado Rubens Chagas Matos.

Segundo relatos do pai na delegacia, Livia havia informado à família que sairia com uma amiga, conhecida como "Campos", também filha de um policial. A jovem mencionou que iriam assistir a um jogo do Corinthians em um restaurante. No entanto, ela foi encontrada no apartamento do jogador, localizado no Tatuapé.

O depoimento de Dimas à polícia revelou que Livia passou mal durante uma relação sexual, desmaiando em seguida. O jogador chamou o Samu e foi orientado a realizar massagens cardíacas enquanto aguardava a equipe médica. A estudante, apresentando um corte de aproximadamente 5 centímetros na vagina, foi socorrida ao Hospital Municipal do Tatuapé, onde faleceu após quatro paradas cardíacas.

O pai de Livia relatou à polícia que o jogador não demonstrou preocupação com a filha, resultando em uma discussão entre eles, que precisou ser interrompida por uma viatura da PM acionada para intervir.

A família busca esclarecimentos sobre a morte, questionando as circunstâncias do ocorrido. O jogador afirma ter conhecido Livia pelo Instagram, marcando o primeiro encontro naquela ocasião. A polícia investiga as circunstâncias da morte, e o Corinthians se posicionou informando estar ciente dos acontecimentos, aguardando a investigação e disponível para colaborar com as autoridades e famílias envolvidas.

Compartilhe  

últimas notícias