Diário de São Paulo
Siga-nos

Moradores de La Palma são autorizados a ir às suas casas

Alguns habitantes que vivem perto do local da erupção do Vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma, na Espanha, foram autorizados a deslocar-se temporariamente

Moradores de La Palma são autorizados a ir às suas casas
Moradores de La Palma são autorizados a ir às suas casas

Publicado em 30/09/2021, às 00h00 - Atualizado às 13h49 Redação


Vulcão Cumbre Vieja, na Espanha, entra no 12º dia de atividade

Alguns habitantes que vivem perto do local da erupção do Vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma, na Espanha, foram autorizados a deslocar-se temporariamente às suas casas para recolher pertences.Moradores de La Palma são autorizados a ir às suas casasMoradores de La Palma são autorizados a ir às suas casas

O vulcão entrou hoje (30) no seu décimo segundo dia de atividade. Não há alterações substanciais desde que o fluxo de lava chegou ao mar nessa quarta-feira (29).

De acordo com o último relatório do Departamento de Segurança Nacional (DSN), divulgado hoje às 7h (horário local), “desde que o fluxo de lava chegou ontem [quarta-feira] ao mar, não foram registradas alterações substanciais na atividade vulcânica”.

A lava mantém “um fluxo contínuo sob a forma de cascata” e na base da falésia, por meio da qual atinge o mar, forma-se um delta que se estende em direção ao sul da ilha.

Neste novo dia de erupção, as zonas de exclusão marítima e terrestre em redor do vulcão, o fluxo e a área onde ele chega ao mar estão sendo mantidos, bem como a retirada dos moradores, determinada na semana passada, e o confinamento de populações em várias áreas.

Alguns habitantes foram autorizados pelas autoridades a deslocar-se às suas casas para recolher pertences, sempre fora do perímetro de exclusão de 2,5 quilômetros.

A atividade sísmica continua a ser registrada no sul de La Palma, na zona de Fuencaliente.

O DSN explica que “o sistema vulcânico, de momento, tem uma válvula de escape aberta, sem necessidade de procurar um novo caminho para a superfície da terra”.

.

.

.

.

.

RTP

Compartilhe