Diário de São Paulo
Siga-nos

Palmeiras bate mais recordes e tem Rony como símbolo de fase histórica na Libertadores

Imagem Palmeiras bate mais recordes e tem Rony como símbolo de fase histórica na Libertadores

Publicado em 07/07/2022, às 00h00 - Atualizado às 13h22 Redação


A vitória sobre o Cerro Porteño por 5 a 0, na noite desta quarta-feira, fez o Palmeiras quebrar mais recordes – o que parece ter se tornado rotina – na atual edição da Libertadores da América.

Dono da melhor campanha da história da competição até o momento, o Verdão alcançou a nona vitória seguida, isolando-se como recordista no quesito – o número considera a final da edição passada, contra o Flamengo. O recorde, até então oito vitórias, era dividido com outros cinco times.

Rony, mais uma vez, teve uma noite de Libertadores marcante. Autor de dois gols e uma assistência, ele foi eleito o melhor em campo, muito por conta do seu golaço de bicicleta. O camisa 10 é um exemplo desta sequência histórica do Palmeiras na competição, atual bicampeão e na busca pelo tri seguido.

A vitória sobre o Cerro garantiu o Verdão nas quartas de final para enfrentar o Atlético-MG. Por ter melhor campanha, o Palmeiras decide a vaga na semifinal no Allianz Parque, em São Paulo. Os jogos serão nas semanas dos dias 3 e 10 de agosto.

Outro recorde

O Palmeiras tornou-se o único time brasileiro a disputar as quartas de final da Libertadores por cinco anos consecutivos.

O Verdão vem em uma sequência de sete participações seguidas na competição internacional. Depois de ser eliminado na fase de grupos de 2016 e nas oitavas de final de 2017, o time chega ao menos nas quartas de final desde 2018.

De acordo com o Espião Estatístico, do ge, o Grêmio tinha a mesma série atual do Verdão e também jogou a fase quatro vezes consecutivas, em duas oportunidades: em 1995, 1996, 1997 e 1998 e depois em 2017, 2018, 2019 e 2020.

Melhor ataque da história

Com 33 gols marcados em oito jogos, o Palmeiras igualou a própria marca de 2020 e do Flamengo, no ano passado, como ataque mais positivo da história da Libertadores.

Com pelo menos mais dois jogos para fazer na competição, o Verdão pode se isolar no quesito e ampliar a vantagem do poderoso setor ofensivo, que tem impressionante média de quatro gols por jogo.

Torcida do Palmeiras contra o Cerro Porteño — Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Torcida do Palmeiras contra o Cerro Porteño — Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Rony deixou Pelé para trás

Com os dois gols marcados nessa quarta, Rony entrou no top-10 de goleadores brasileiros na história da Libertadores. Além disso, isolou-se como o artilheiro do Palmeiras no torneio com 18 gols.

  • Luizão: 29 gols
  • Gabigol: 27 gols
  • Fred e Palhinha: 25 gols
  • Célio Taveira: 22 gols
  • Jairzinho: 21 gols
  • Guilherme, Ricardo Oliveira e Bruno Henrique: 19 gols
  • Marcelinho Carioca, Sérgio João, Tita e Rony: 18 gols

O camisa 10, assim, deixou para trás grandes nomes do futebol brasileiro, como Pelé e Zico, que estavam empatados com ele com 16.

Outra marca à vista

O Palmeiras está a dois jogos de se tornar o time com maior invencibilidade da Libertadores. Com a vitória sobre o Cerro, o Verdão chegou aos 16 jogos sem ser derrotado na competição. O recorde pertence ao Atlético-MG, com 18 jogos sem derrotas.

O Galo, aliás, será o adversário do Palmeiras na briga por uma vaga na semifinal da competição. Caso não seja derrotado nos dois jogos, o Verdão iguala a série invicta do rival e tem chance de avançar de fase.

Compartilhe