Diário de São Paulo
Siga-nos
Balneário Camboriú

Futuro arranha-céu mais alto do Brasil pode apresentar risco ambiental; entenda o caso

Maior prédio residencial do mundo está projetado para tem 500 metros de altura

Orla de Balneário com projeção da Triunph Tower - Imagem: Divulgação / UOL
Orla de Balneário com projeção da Triunph Tower - Imagem: Divulgação / UOL

Gabriela Thier Publicado em 10/05/2024, às 16h15


O ‘Triunph Tower’, futuro prédio residencial localizado na orla do chamado “paraíso dos arranha-céus brasileiro”, Balneário Camboriú (SC), está projetado para alcançar a casa dos 500 metros de altura, o que o faria do edifício não só o mais alto do país, recorde que é atualmente do ‘One Tower’, que possui 290 metros de altura e também fica em Balneário, como também o maior prédio residencial do mundo.

Porém, apesar de parecer promissor de um ponto de vista turístico, o anúncio da construção do arranha-céu só preocupa especialistas. Uma das principais reclamações, está relacionada ao fato do prédio estar localizado na orla da praia, o que geraria sombra na areia na maior parte do dia, não só impedindo os banhistas de tomarem sol, mas também afetando a vegetação costeira e consequentemente a vida marinha, problema que já acontece com os edifícios que já estão presentes na orla.

Outra crítica apontada, é a de que a ‘verticalização’ da cidade de Balneário, ou seja, a construção excessiva de prédios, pode acabar impedindo a circulação de ar em certos locais da cidade, criando áreas com concentração de poluição.

Compartilhe  

últimas notícias