Diário de São Paulo
Siga-nos
Fim do calor

Após mês de calor intenso, Brasil terá frio e chuva

Onda de frio deve durar até o início da próxima semana, com os estados do Centro-Sul sendo os mais afetados

Centro-sul será mais afetado - Imagem: Reprodução / Freepik
Centro-sul será mais afetado - Imagem: Reprodução / Freepik

Sabrina Oliveira Publicado em 24/05/2024, às 09h58


Depois de um mês de calor intenso, o Brasil se prepara para uma mudança climática significativa nos próximos dias. De acordo com a Climatempo, uma nova e forte frente fria avançará pelo país a partir desta sexta-feira (24), trazendo chuva e frio principalmente para os estados do Centro-Sul.

A série de frentes frias que começaram a se formar no Brasil desde o dia 10 de maio finalmente conseguiu romper o bloqueio atmosférico que vinha predominando desde o final de abril. Esse bloqueio, causado por um sistema de alta pressão, impediu a chegada de frentes frias ao país, mantendo as temperaturas elevadas.

Contudo, as recentes frentes frias deslocaram o sistema de alta pressão para o oceano, permitindo que o padrão climático voltasse ao normal, com frentes frias avançando do Sul para outras regiões. A nova frente fria, formada entre o Rio Grande do Sul e o Paraguai, desloca-se rapidamente pelo país, chegando ao Sudeste neste final de semana.

A previsão indica que a massa de ar polar trará chuva e frio para todos os estados do Sul, além de São Paulo, sul do Rio de Janeiro, sul de Minas Gerais e partes do Centro-Oeste. Segundo a meteorologista Josélia Pegorim, da Climatempo, a combinação de chuva persistente, céu encoberto e a atuação do ar polar resultará em baixas temperaturas neste final de semana.

A chegada da frente fria ao Sudeste causará uma queda acentuada nas temperaturas. Em São Paulo, a máxima prevista para sexta-feira ainda é de 31°C, mas no fim de semana, a temperatura pode cair até 15 graus, com máximas de 18°C no sábado e 16°C no domingo. A cidade pode registrar recorde de frio, superando a menor temperatura de 2024, que foi de 14,2°C.

No Rio de Janeiro, a mudança será igualmente notável. A máxima de 35°C prevista para sexta-feira deve cair para 23°C no domingo.

Chuvas intensas no Sul

A nova frente fria trará instabilidade e chuvas significativas para o Sul do Brasil. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta meteorológico laranja, indicando perigo para tempestades com acumulados de até 100 milímetros de chuva no norte do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Ventos de até 100 km/h são esperados nessas regiões.

Além disso, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) alerta para um alto risco de enchentes nas mesorregiões Sudeste Rio-grandense e Metropolitana de Porto Alegre. Nos municípios ao redor da Lagoa dos Patos, os acumulados de chuva podem atingir 150 milímetros até o final desta sexta-feira, aumentando a preocupação com o nível elevado dos rios locais.

Em Porto Alegre, o nível do Lago Guaíba permanece alto, e os temporais previstos podem causar uma nova elevação da água, agravando as condições já críticas. Há também um risco elevado de deslizamentos de terra, especialmente na Serra Gaúcha, devido à saturação do solo.

Dada a previsão de temperaturas baixas e chuvas intensas, é importante que a população se prepare adequadamente. A recomendação é para que as pessoas fiquem atentas aos alertas meteorológicos e tomem precauções, especialmente nas áreas de risco de enchentes e deslizamentos.

Compartilhe  

últimas notícias