Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Dia a Dia

Motoristas e Uber estão em “pé de guerra”; eles querem independência

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Ministério Público quer garantir vínculo empregatício de motorista à operadora de aplicativos.

Motoristas de aplicativos estão em “guerra” com a gigante do setor, a Uber. Mudanças a anunciadas pela empresa geraram o mal estar.

Na última terça-feira, a empresa anunciou novas medidas, que dividem opiniões. A empresa de aplicativo passou a exibir para os motoristas o endereço de destino, além do valor da tarifa. A exibição dessas informações passaram a ser fritas antes de os motoristas aceitarem a corrida. A maioria reclama da novidade. Eles dizem que, além da exibição do preço, cálculo da tarifa também foi mudado, e que passaram a receber menos por corrida. A Uber nega que tenha feito as mudanças no funcionamento da tarifa.

EMPREGADOS – Os problemas para os motoristas não se resumem à tarifa e à exibição do destino do passageiro. Os motoristas reclamam de punições que são aplicadas pela Uber. Vários motoristas já entram na Justiça, alegando o vínculo empregatício com a empresa americana.

O Ministério Público do Trabalho já propôs ação para o reconhecimento do vínculo
empregatício desses profissionais. A maioria recusa esse vínculo, segundo revelou o vereador Marlon Luz, presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito – (CPI) dos aplicativos, que foi instalada na Câmara.

A briga entre os motoristas e a Uber bem se arrastando há anos. Para Marlon, os motoristas “nem querem o vínculo empregatício. Eles preferem a autonomia”, explica.

Segundo Marlon , os motoristas querem exercer a autonomia profissional, “podendo decidir sobre aceitar ou não uma corrida”, diz. Na CPI, Marlon conseguiu arrancar da Uber, a confirmação de que ela é uma empresa de transporte e não de tecnologia.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

mais lidas