Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Marinho “on”, expectativa pela Libertadores e oscilação: o raio-x do Santos (em campo) em 2020

Publicado

em

Marinho "on", expectativa pela Libertadores e oscilação: o raio-x do Santos (em campo) em 2020

Peixe faz último jogo do ano neste domingo, contra o Ceará, na Vila Belmiro

O Santos se despede de 2020 em jogo contra o Ceará, neste domingo, às 18h15 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A temporada continua em 2021, cercada de expectativa, especialmente pelo tetra da Copa Libertadores.

O ano, porém, foi de altos e baixos para o Peixe, com quedas precoces no Campeonato Paulista e na Copa do Brasil, troca de treinador e um Marinho em sua melhor versão. Abaixo, o ge faz um balanço do 2020 do Santos em campo.

Jogadores do Santos rezam em campo após eliminar o Grêmio e avançar na Libertadores — Foto: Ivan Storti/Santos FC

Jogadores do Santos rezam em campo após eliminar o Grêmio e avançar na Libertadores — Foto: Ivan Storti/Santos FC

Aposta em Jesualdo

 

Depois da saída de Jorge Sampaoli no fim de 2019, a aposta do Santos foi em outro técnico estrangeiro para 2020. O português Jesualdo Ferreira, de 74 anos, assumiu a equipe para seu primeiro trabalho no futebol brasileiro, mas não conseguiu dar um padrão de jogo ao time e não correspondeu às expectativas.

A demissão veio em agosto, após a eliminação no Campeonato Paulista. À frente do Santos, Jesualdo teve apenas 15 partidas, com seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas, um aproveitamento de 48,8%.

Quedas precoces

 

A eliminação no Campeonato Paulista, que resultou na demissão de Jesualdo, foi nas quartas de final, para a Ponte Preta, na Vila Belmiro.

Além do estadual, o Peixe também caiu precocemente na Copa do Brasil, quando foi superado pelo Ceará, já sob comando do técnico Cuca.

Cuca resgata confiança e Marinho “on”

 

A chegada de Cuca, em agosto, foi fundamental para a evolução do Santos na temporada. O treinador conseguiu recuperar o vestiário e, apesar dos inúmeros problemas extracampo, fez a equipe render, principalmente na Libertadores.

Até aqui, sob comando de Cuca, são 33 jogos, são 13 vitórias, 11 empates e nove derrotas, um aproveitamento de 50,5%.

Cuca, técnico do Santos, comemora vaga nas semifinais da Libertadores — Foto: Staff Images / CONMEBOL

Cuca, técnico do Santos, comemora vaga nas semifinais da Libertadores — Foto: Staff Images / CONMEBOL

O mérito de Cuca é grande, mas não fosse a temporada iluminada que faz Marinho, o Santos certamente não chegaria onde chegou.

Depois de perder todo o início de ano, primeiro por fraturar o pé esquerdo e depois pela pandemia do novo coronavírus, o atacante assumiu um protagonismo dentro e fora de campo e se tornou um dos destaques do futebol brasileiro, sendo cotado até na seleção brasileira. São 21 gols em 2020.

Oscilação no Brasileiro e sonho pela Libertadores

 

Enquanto oscila e não vence há três jogos no Brasileirão, o Santos superou as expectativas e faz campanha quase perfeita na Libertadores.

O Peixe está atualmente na semifinal do torneio sul-americano e encara o Boca Juniors nos dias 6 e 13 de janeiro na busca por uma vaga na final. O sonho do tetracampeonato segue vivo.

Marinho é o destaque do Santos em 2020 — Foto: Staff Images / CONMEBOL

Marinho é o destaque do Santos em 2020 — Foto: Staff Images / CONMEBOL

.

.

.

GE – Globo Esporte

mais lidas