Siga nossa Redes

Esportes

Corinthians se livra de enfrentar Sport Huancayo na altitude e vai treinar em CT da seleção peruana

Redação SP

Publicado

em

Corinthians se livra de enfrentar Sport Huancayo na altitude e vai treinar em CT da seleção peruana

Por conta da pandemia, partida da Copa Sul-Americana acontecerá no estádio Nacional de Lima

Motivo de preocupação e dificuldade para times brasileiros em competições continentais, a altitude não será um problema para o Corinthians no duelo desta quinta-feira, contra o Sport Huancayo, do Peru, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. O duelo acontece às 21h30 (de Brasília).

Embora pertença à cidade de Huancayo, que fica a 3,2 mil metros do nível do mar, o adversário corintiano mandará o duelo no estádio Nacional do Peru, na capital Lima (a cerca de 200 km da sede do clube).

Isso acontecerá por conta da pandemia de Covid-19. Devido ao alto número de casos de coronavírus, Huancayo está proibida de receber jogos de futebol.

Inicialmente, o adversário corintiano temia até mesmo ter de levar o jogo para outro país. Isso porque o governo local estava proibindo a entrada de brasileiros no Peru. A medida, porém, foi derrubada no mês passado.

Precisando vencer para seguir vivo na Copa Sul-Americana, o Corinthians embarca nesta terça-feira para o Peru, em voo fretado. No dia seguinte a equipe treinará em La Videna, centro de treinamento utilizado pela seleção peruana.

Após duas rodadas, o Timão somou apenas um ponto na Copa Sul-Americana e ocupa o terceiro lugar do Grupo E. A situação do Sport Huancayo é ainda mais difícil, já que os peruanos foram derrotados nos dois jogos disputados. Apenas o primeiro colocado da chave passa de fase.

Depois do empate em 2 a 2 com o São Paulo, no último domingo, o técnico Vagner Mancini reconheceu que a classificação na Sul-Americana está difícil, mas mostrou confiança em uma reação:

– O jogo é muito importante para nós, temos ambições na Sul-Americana, embora tenhamos dificuldade a nossa missão quando perdemos aqui e empatamos lá no Paraguai. Mas ainda restam quatro jogos e tudo pode acontecer no futebol. Nós temos que ir lá para o Peru, o jogo é em Lima, felizmente não tem altitude. Vamos fazer um grande jogo para apagar essa última atuação diante do Peñarol e para enfrentar bem a equipe do Huancayo, até para que a gente possa voltar e continuar a briga contra o Peñarol. Temos um jogo no Uruguai. Dá para reverter? Dá para reverter. Ficou mais difícil, ficou muito mais difícil, mas a gente ainda acredita, pois defendemos o Corinthians e essa é uma marca do Corinthians que precisa ser levada até o final – disse o treinador.

.

.

.

Fonte: Ge – Globo Esporte.

mais lidas