Destaque Principal Mundo

Conheça médica que crê em DNA alienígena, esperma demoníaco

Redação
Escrito por Redação

Stella Immanuel estrela vídeo que foi compartilhado pelo presidente norte-americano e traz “desinformações” sobre a pandemia da Covid-19

Uma  médica de Houston, Texas, que elogia a hidroxicloroquina e diz que as máscaras faciais não são necessárias para interromper a transmissão do novo coronavírus, tornou-se uma estrela na internet de direita: ganhou dezenas de milhões de visualizações no Facebook apenas nesta segunda-feira (27).

Donald Trump Jr. declarou que o vídeo com um discurso de Stella Immanuel  – feito em frente ao Supremo Tribunal dos EUA, em Washington – era “obrigatório”, enquanto o próprio Donald Trump , presidente dos EUA, retuitou o vídeo. Os dois foram censurados nesta terça-feira pelo Twitter, que suspendeu temporariamente a conta do filho e apagou o tuíte do pai – junto a vários outros com o mesmo tema.

Uma reportagem do site “Daily Beast” mostra que Immanuel – pediatra e ministra religiosa – tem um histórico de fazer afirmações bizarras sobre tópicos médicos e outras questões. Em sermões publicados no “YouTube” e artigos em seu site, ela afirma que questões médicas como endometriose, cistos, infertilidade e impotência são causadas por sexo com “maridos espirituais” e “esposas espirituais” – um fenômeno que a médica descreve essencialmente como pessoas fazendo sexo em seus sonhos com demônios e bruxas.

Para ela, doenças da vida real, como tumores fibróides e cistos, decorrem do esperma demoníaco após o sonho de sexo com demônios, atividade que afirma afetar “muitas mulheres”.

“Eles (espíritos demoníacos) se transformam em mulher e depois dormem com o homem e coletam seu esperma. Então eles se transformam no homem e dormem com um homem, depositam o esperma e se reproduzem mais”, afirma.

Immanuel também alega em seus sermões e vídeos que o DNA alienígena é atualmente usado em tratamentos médicos. Que cientistas planejam instalar microchips nas pessoas e estão desenvolvendo uma “vacina” para impedir que as pessoas sejam religiosas: “Eles encontraram na mente de alguém o gene que nos torna religiosos, para que eles possam vacinar contra isso”.

Embora tenha ido a Washington para pressionar o Congresso nesta segunda-feira pelo uso da hidroxicloroquina contra a Covid-19, a médica acredita que o governo é administrado em parte não por humanos, mas por  “reptilianos” e outros alienígenas.

“Há pessoas que estão governando esta nação que nem são humanas”, disse Immanuel em um sermão, antes de relatar uma conversa que teve com um “espírito reptiliano”, descrito por ela como “meio humano, meio ET”.

Registrada no Texas , de acordo com um banco de dados do Texas Medical Board, a médica – que nasceu em Camarões e se formou na Nigéria – dirige uma clínica em um shopping center próximo a sua igreja, Firepower Ministries.

Na página que ela criou num site de vaquinha virtual, supostamente para bancar despesas advocatícias, Immanuel afirma, sem provas, que membros de um grupo de mulheres médicas de Houston planeja tirar sua licença médica devido ao seu apoio à hidroxicloroquina .

De apenas US$ 90, a arrecadação dela subiu para US$ 1.616 horas após seu discurso. Não está claro se alguém realmente está tentando tirar a licença da médica, mas muitas de suas reivindicações anteriores são definitivamente ridículas, afirma o “Daily Beast”.

 

 

 

Agência O Globo

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: