Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Brasil se mostra mais competitivo e sonha alto para as próximas Olimpíadas de Inverno

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Os atletas brasileiros dos Jogos Olímpicos de Inverno estão mais competitivos. Ao contrário das últimas edições, o país conseguiu colocar vários atletas no “meio da tabela” das classificações, e ainda ficou um gostinho de quero mais, já que Michel Macedo e Sabrina Cass poderiam ter resultados ainda melhores.

Nicole Silveira final skeleton Pequim 2022 — Foto: Alex Pantling/Getty Images

Nicole Silveira final skeleton Pequim 2022 — Foto: Alex Pantling/Getty Images

O resultado de Nicole Silveira no skeleton é o que mais empolga. A gaúcha ficou em 13º lugar entre as 25 atletas presentes e mostrou uma regularidade muito grande durante toda a temporada, com títulos na Copa América e top 10 em etapas da Copa do Mundo. Praticante do skeleton somente há três anos, ela tem muito a evoluir e pode entrar no grupo das melhores do ano nas próximas temporadas.

O bobsled brasileiro competir em Olimpíadas já é tradição. De 2002 para cá, o país só não esteve presente em 2010. Mas, desta vez, a equipe conseguiu, pela primeira vez, entrar no grupo dos 20 melhores quartetos, com direito a fazer a última descida, uma espécie de “final” conquistada pelo grupo.

Brasil fez o melhor resultado da história — Foto: REUTERS/Edgar Su

Brasil fez o melhor resultado da história — Foto: REUTERS/Edgar Su

Sabrina Cass, no esqui moguls, se mostrou competitiva. Ficou em 21º lugar na primeira rodada, depois falhou em um dos saltos e fechou em 26º. O sentimento de decepção que a própria atleta mostrou revela que ela ainda tem um futuro promissor pela frente. Talvez, daqui a quatro anos, esteja brigando para ser top 10.

.

.

.

.

GE

mais lidas