Siga nossa Redes

Internacional

Sensação do Mundial de handebol, pivô de 130kg brilha novamente, mas vê Congo ser eliminado

esportes

Publicado

em

Sensação do Mundial de handebol, pivô de 130kg brilha novamente, mas vê Congo ser eliminado

Após viralizar como o Shaquille O’Neal do handebol, Gauthier Mvumbi fecha 1ª fase do Mundial com 100% de aproveitamento nos arremessos e é eleito o melhor jogador contra o Bahrein

Gauthier Mvumbi se tornou a sensação do Mundial masculino de handebol. O pivô de 130kg mais uma vez foi o destaque da República Democrática do Congo nesta terça-feira. Ele anotou cinco gols e foi eleito o melhor jogador em quadra na partida contra o Bahrein. Só não foi o suficiente para evitar a derrota por 34 a 27 e a eliminação da equipe africana, com três derrotas em três jogos da primeira fase.

Gauthier Mvumbi no Mundial de handebol — Foto:  REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

Gauthier Mvumbi no Mundial de handebol — Foto: REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

O jogador de 1,90m, porém, viralizou como o Shaquille O’Neal do handebol e até ganhou menção da lenda do basquete. Não à toa. Mvumbi fechou a primeira fase do Mundial do Egito com 13 gols e 100% de aproveitamento nos arremessos. Isso mesmo. Ele não errou nenhuma tentativa.

Mvumbi é filho de congoleses mas nasceu em Chartres, na França, e joga pelo Dreux, da quarta divisão do handebol francês. Ele é conhecido como “El gigante” por causa do seu tamanho. Compensa a pouca velocidade com muita força e potência.

Gauthier Mvumbi no jogo entre Congo e Bahrein pelo Mundial de handebol — Foto:  REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

Gauthier Mvumbi no jogo entre Congo e Bahrein pelo Mundial de handebol — Foto: REUTERS/Mohamed Abd El Ghany

É a primeira participação da República Democrática do Congo no Mundial masculino de handebol. Apesar de estar eliminado, o time segue em ação no Egito na Presidents Cup, uma espécia de torneio de consolação para as seleções eliminadas na primeira fase, definindo as colocações entre 25º e 32º lugar. A equipe de Mvumbi agora encara Angola e Tunísia e vai vencer por WO a seleção de Cabo Verde, que abandonou o Mundial no meio por causa de um surto de coronavírus.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

Publicidade

mais lidas