Diário de São Paulo
Siga-nos

Abraham Weintraub anuncia desistência de candidatura ao governo de SP

Anúncio foi feito na convenção do partido, que aconteceu na Câmara Municipal neste domingo (31)

Abraham Weintraub anuncia desistência de candidatura ao governo de SP - Imagem: Reprodução | JN
Abraham Weintraub anuncia desistência de candidatura ao governo de SP - Imagem: Reprodução | JN

Publicado em 01/08/2022, às 08h21 G1


O ex-ministro Abraham Weintraub, de 50 anos, anunciou neste domingo (31) sua desistência da pré-candidatura ao cargo de governador de São Paulo nas eleições de outubro. Ele afirmou que vai ser candidato a deputado federal.

O anúncio foi feito por videoconferência durante convenção do Partido da Mulher Brasileira (PMB) , que ocorreu na Câmara Municipal, no Centro da capital paulista. O ex-ministro participou via videoconferência porque está nos Estados Unidos.

"A direita de verdade, conservadora, tá sem voz hoje. Nós não podemos correr o risco de não poder ter uma base representando a gente lá [no Congresso Nacional). É nesse sentido que eu estou mudando a minha candidatura de governador para deputado federal, e o Arthur de senador para deputado federal também", disse Abraham Weintraub.

Durante a convenção, o irmão do ex-ministro, Arthur Weintraub, anunciou que desistiu de concorrer ao senado. Os dois são candidatos ao cargo de deputado federal.

Na última pesquisa Datafolha, de 30 de junho, Weintraub tinha 1% das intenções de voto para governador de São Paulo no cenário sem Márcio França (PSB), que desistiu da candidatura ao governo em 8 de julho.

Weintraub é formado em ciências econômicas pela Universidade de São Paulo (1994). Ele é mestre em administração na área de finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), e professor licenciado da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Na iniciativa privada, trabalhou no Banco Votorantim por 18 anos, onde foi economista-chefe e diretor, e foi sócio na Quest Investimentos.

Foi ministro da Educação do governo Bolsonaro durante 14 meses, em uma gestão marcada por controvérsias.

Compartilhe