Diário de São Paulo
Siga-nos

Polícia prende suspeitos de matar advogado que passeava com cão e reagiu a tentativa de roubo em SP

A Polícia Civil prendeu dois dos três suspeitos de participarem da tentativa de roubo que acabou com a morte de um advogado que passeava com seu cão, no dia

Polícia prende suspeitos de matar advogado que passeava com cão e reagiu a tentativa de roubo em SP
Polícia prende suspeitos de matar advogado que passeava com cão e reagiu a tentativa de roubo em SP

Publicado em 29/09/2021, às 00h00 - Atualizado às 11h56 Redação


Polícia Civil prendeu dois dos três suspeitos de participarem da tentativa de roubo que acabou com a morte de um advogado que passeava com seu cão, no dia 20 de agosto na Zona Oeste de São Paulo. O advogado Rafael de Paula Carneiro Ribeiro tinha 45 anos e morreu baleado ao reagir e brigar com um dos ladrões. A vítima se recusou a entregar o celular aos assaltantes.

O crime ocorreu na Rua Atibaia, no Pacaembu, e foi gravado por câmeras de segurança. Os criminosos fugiram após o latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Eles não conseguiram levar o telefone de Rafael.

As prisões dos dois suspeitos ocorreram nesta semana e no mês passado, mas só foram divulgadas nesta quarta-feira (28) pelo Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O terceiro suspeito ainda não havia sido preso até a última atualização desta reportagem.

Wellington Santos de Jesus, de 31 anos, foi preso nesta terça-feira (28). Ele é apontado pela investigação como o homem que aparece nas imagens atirando no advogado Rafael. O suspeito já tinha passagens criminais anteriores por roubo e por ilegal de arma.

Patrick Aurélio Fialho já havia sido preso pelo DHPP em 29 de agosto. De acordo com a polícia, ele é comparsa que dirigia o carro usado pela quadrilha para fugir do local do crime. Wellington e outro suspeito, que não teve o nome divulgado, estavam no veículo.

.
.
.
.
.
G1
Compartilhe