Diário de São Paulo
Siga-nos
Frente fria

Frente fria alivia São Paulo após 26 dias de seca; veja previsão

Cidade enfrenta temperaturas atípicas para o outono com onda de calor persistente

Verão de 2024 em São Paulo quebrou recordes de calor - Imagem: Reprodução / Paulo Pinto / Agência Brasil
Verão de 2024 em São Paulo quebrou recordes de calor - Imagem: Reprodução / Paulo Pinto / Agência Brasil

Sabrina Oliveira Publicado em 14/05/2024, às 10h41


São Paulo vive um período de calor intenso e prolongado. Há 26 dias sem chuva e com 17 dias consecutivos de temperaturas acima dos 30°C, a cidade tem sofrido com os efeitos do tempo seco e das altas temperaturas, uma situação rara para esta época do ano. A Defesa Civil Municipal mantém a capital em estado de atenção desde o dia 26 de abril devido ao calor excessivo.

A chegada de uma frente fria nesta terça-feira (14) promete trazer alívio para os paulistanos. Segundo a Climatempo, a previsão é de chuvas nas próximas 48 horas e temperaturas mais amenas, com a máxima de 21°C na quarta-feira (15). Esta será a primeira vez desde 27 de março, quando os termômetros marcaram 21,6°C, que a temperatura cairá tanto.

Impactos do tempo seco

A falta de chuvas e o calor intenso têm afetado significativamente a qualidade do ar em São Paulo. A umidade relativa do ar tem oscilado em torno de 30%, abaixo do mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 50 a 60%. Esse nível de umidade pode agravar problemas respiratórios e causar sintomas como dores de cabeça e rinite alérgica.

El Niño e o calor atípico

A meteorologista Carine Gama, da Climatempo, explicou ao g1 que o calor atípico deste outono é consequência do fenômeno El Niño, que aquece as águas do Oceano Pacífico equatorial. Embora o El Niño já tenha perdido força e o período seja agora neutro, a atmosfera ainda responde lentamente às mudanças, mantendo as temperaturas elevadas.

"Uma das principais características do El Niño em São Paulo e grande parte do Brasil Central são as temperaturas mais altas. Ele redistribui a chuva, formando um corredor de umidade que se direciona mais para o Paraguai, norte da Argentina e sul do Brasil", detalha Carine.

Recordes de Temperatura

O início de maio foi marcado por recordes de temperatura para o mês. No dia 5 de maio, a temperatura alcançou 32,8°C, o valor mais alto registrado para o mês em 81 anos. Além disso, as temperaturas mínimas também ficaram muito acima do normal, com recordes desde 1961.

Dicas para Enfrentar o Tempo Seco

Com a umidade do ar baixa e a continuidade do tempo seco, é importante seguir algumas recomendações para minimizar os efeitos negativos à saúde:

  • Beber cerca de dois litros de água por dia.
  • Usar umidificadores de ar ou manter recipientes com água nos ambientes
  • Hidratar bem as mucosas com soro fisiológico e lavar os olhos com colírio.
  • Praticar atividades físicas fora dos horários mais quentes, entre 11h e 16h.
  • Usar protetor solar e evitar exposição excessiva ao sol.
  • Manter a casa limpa e livre de poeira.

Previsão do tempo para os próximos dias
Apesar da previsão de alívio com a chegada da frente fria, a "gangorra do tempo" deve trazer de volta as altas temperaturas na quinta-feira, com máximas chegando a 29°C. Confira:

Terça-feira (14):

Mínima: 16°C
Máxima: 21°C

Quarta-feira (15):

Mínima: 15°C
Máxima: 21°C

Quinta-feira (16):

Mínima: 15°C
Máxima: 29°C

Sexta-feira (17):

Mínima: 17°C
Máxima: 31°C

Compartilhe  

últimas notícias