Diário de São Paulo
Siga-nos
Paris

Vitrais da Catedral de Notre-Dame são restaurados em operação de limpeza e reconstrução

Oito oficinas francesas e pintores estão trabalhando na recuperação dos vitrais que sobreviveram ao incêndio de 2019

Edifício foi devastado por incêndio em 2019 - imagem: Freepik
Edifício foi devastado por incêndio em 2019 - imagem: Freepik

Publicado em 24/07/2022, às 11h35 Fernanda Viana


Primeira operação de restauração interna da Catedral de Notre-Dame se inicia com a limpeza e restauração dos vitrais que sobreviveram ao incêndio em abril de 2019. Projeto visa reabertura do edifício em 2024.

Oito oficinas francesas e pintores de vitrais da Catedral de Colônia (Alemanha) trabalham na recuperação dos vitrais da nave, do coro, do transepto e da sacristia.

Os vitrais das capelas e tribunas estão sendo limpos diretamente em Notre-Dame, compostos por  39 "janelas" de 3 metros de largura e entre 8 e 9 metros de altura.

"Os vitrais do coro são do século XIX e neles estão representadas figuras bíblicas e religiosas. Naquela época, o arquiteto Viollet Le Duc buscava recuperar a luz filtrada da Idade Média. Os da nave são da década de 1960 e são de inspiração abstrata", explica Vincent-Petit, mestre vidraceira, à AFP. 

O general do exército francês, Jean-Louis Georgelin, está responsável por supervisionar a restauração do edifício.

Em 15 de abril de 2019, o mundo assistiu em choque ao violento incêndio que devastou a Catedral de Notre-Dame. O acidente causou o colapso de sua moldura, sua famosa agulha, seu relógio e parte de sua abóbada.

Compartilhe