Diário de São Paulo
Siga-nos

Detenta é transferida após engravidar duas colegas de cela; entenda o caso

Ela relatou em seu blog que foi tratada como homem por diversas vezes pelos agentes penitenciários

Imagem: Reprodução | Twitter - @freeMsDemi
Imagem: Reprodução | Twitter - @freeMsDemi

Publicado em 19/07/2022, às 14h25 Marina Roveda


Demi Minor (27), uma mulher transgênero precisou ser transferida da penitenciária após engravidar duas detentas. Condenada a 30 anos de prisão por homicídio culposo, Minor estava em uma prisão feminina de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

As relações sexuais foram consentidas, segundo foi apurado pelas autoridades americanas. A mulher transgênero foi transferida para um outro presídio destinado para jovens infratores do sexo masculino. No dia 15 de julho ela relatou em seu blog que foi retirada à força da prisão feminina e espancada durante sua transferência, a infratora também disse que ignoraram sua verdadeira identidade de gênero e foi tratada como “ele” por diversas vezes pelos agentes penitenciários.

Nova Jersey promulgou, em 2021, uma nova política para permitir que os prisioneiros fossem alojados de acordo com sua identidade de gênero. O Departamento de Correções informou que está investigando a denúncia e que não poderia comentar sobre a situação antes da apuração.

Compartilhe