Diário de São Paulo
Siga-nos

Argentina faz nova troca na Economia, e presidente da Câmara vira 'superministro'

Sérgio Massa, um aliado do governo que estava na Câmara dos Deputados, vai assumir um 'superministério'

Argentina faz nova troca na Economia, e presidente da Câmara vira 'superministro' - Imagem: Divulgação
Argentina faz nova troca na Economia, e presidente da Câmara vira 'superministro' - Imagem: Divulgação

Publicado em 29/07/2022, às 08h21 G1


O presidente da Argentina, Alberto Fernández, reorganizou a área econômica do governo e nomeou Sérgio Massa, um aliado que é o atual presidente da Câmara dos Deputados, para um cargo de superministro nesta quinta-feira (28).

Um novo ministério vai juntar as seguintes pastas:

Economia;
Desenvolvimento produtivo e agricultura;
Gado e pesca;

Relações com órgãos internacionais e de crédito.

Massa vai assumir assim que acertar sua saída da Câmara dos Deputados.

Massa foi ministro de Néstor e de Cristina Kirchner, mas durante o segundo governo de Cristina ele foi para a oposição. Ele criou um próprio partido, a Frente Renovadora. Ele concorreu à presidência em 2015 e perdeu para Maurício Macri. Em 2019, aliou-se ao atual presidente, Alberto Fernández, já com planos para se tornar o presidente da Câmara dos Deputados.

A vice-presidente Cristina Kirchner está de acordo com a nomeação de Massa para um ministério, diz o “La Nación”.

Cecilia Moreau, uma deputada da Frente de Todos, a coligação de Cristina e Fernández, será a nova presidente da Câmara dos Deputados da Argentina.

Ministra da Economia

Silvina Batakis, que era a ministra da Economiada Argentina, entregou o cargo ao presidente Fernández, de acordo com a mídia do país.

Ela havia assumido o cargo há menos de um mês.

Segundo o “La Nación”, Fernández pediu para que ela fique no governo, e acabou indo para o banco Nación.

Claudio Moroni, ministro do Trabalho, também ofereceu seu cargo, e Fernándeztambém pediu a ele para ficar.

Compartilhe