Diário de São Paulo
Siga-nos
Polêmica

Whindersson Nunes fala pela primeira vez sobre ordem de despejo: ‘Eu nunca pus os pés lá’

O youtuber alegou que tomou as providências para quitar a dívida dos espaços

Comediante e youtuber Whindersson Nunes - Imagem: Reprodução/Facebook
Comediante e youtuber Whindersson Nunes - Imagem: Reprodução/Facebook

Publicado em 21/07/2022, às 11h56 Mateus Omena


O comediante e youtuber Whindersson Nunes, 27, alegou na noite de quarta-feira (20) que não sabia que estava sendo processado pela proprietária de dois imóveis comerciais em São Paulo. Ele também declarou que já tomou providências para quitar a dívida das salas.

Whindersson foi alvo de uma decisão judicial que ordenou a desocupação de dois imóveis localizados em Pinheiros, bairro da Zona Oeste da capital paulista, depois de não efetuar o pagamento regular dos aluguéis e descumprir o acordo de melhoria do espaço estabelecido com a proprietária.

O youtuber se defendeu em uma publicação no Twitter e afirmou que está sendo “despejado de um lugar que nunca pôs os pés dentro”. Segundo Whindersson, em diversas ocasiões empresas e pessoas entram em contato com ele para oferecer serviços de graça, mas depois fazem cobranças sem avisá-lo.

Declaração de Whindersson nas redes sociais. Imagem: reprodução/Twitter @whindersson

“Mês passado eu paguei 8 mil reais em pedras para jardim, detalhe, eu não tenho jardim, hoje eu fui despejado de um lugar que eu nunca pus os pés dentro, 16 mil reais de ifood e eu NEM TENHO ESSE APP, eu como a mesma comida todos os dias nos mesmo horários. (...) Metade de todo meu custo mensal são os ‘pra você não custa nada’”, disse.

Whindersson se defende nas redes sociais. Imagem: reprodução/Twitter @whindersson

A assessoria do comediante comunicou nas redes sociais que “a gestão administrativa do artista é feita por uma empresa terceirizada e que o mesmo tomou conhecimento da existência dos imóveis pela mídia”.

A declaração também aponta que “todas as providências para a regularização de eventuais pendências já foram tomadas”.

Declaração da assessoria de imprensa de Whindersson Nunes. Imagem: Reprodução/Instagram @whinderssonnunes

O processo

O Tribunal de Justiça de São Paulo julgou procedente a ação de ordem de despejo de Whindersson Nunes de duas salas comerciais na cidade de São Paulo.

A decisão da 5ª Vara Cível do Fórum de Regional de Pinheiros é de 6 de julho. De acordo com o documento, a proprietária do imóvel entrou com uma ação porque não estão sendo feitos os pagamentos com regularidade e porque uma obrigação acordada entre eles não foi cumprida.

A sentença indica que Whindersson Nunesteria se comprometido a instalar aparelhos de ar-condicionado no imóvel, mas isso não foi realizado.

O texto também afirma que o humorista não contestou a ação, "o que induz a presunção de veracidade dos fatos alegados pela autora [do processo]".

Por isso, o juiz responsável pelo caso determinou o despejo de Whindersson com o prazo de 15 dias para a desocupação voluntária, sob pena de despejo compulsório.

Compartilhe