Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Itália pode reduzir medidas de isolamento ainda neste mês, diz primeiro-ministro

Publicado

em

Itália pode reduzir medidas de isolamento ainda neste mês, diz primeiro-ministro

Em entrevista, Guiseppe Conte afirmou que pretende relaxar a quarentena no país até o final de abril

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, afirmou nesta quinta-feira (9) que o governo estuda flexibilizar algumas das medidas de isolamento impostas pela pandemia do Covid-19 até o fim de abril, desde que haja respaldo da ciência.

A declaração foi dada em entrevista à rede britânica BBC, em meio à tendência de desaceleração da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Itália , onde o balanço oficial contabiliza cerca de 140 mil casos e 17,6 mil mortes.

“Precisamos escolher setores que possam recomeçar sua atividade. Se os cientistas confirmarem isso, podemos começar a relaxar algumas das medidas já no fim deste mês”, disse. As restrições à circulação entraram em vigor em 10 de março, enquanto o veto a atividades produtivas não-estratégicas passou a valer no fim do mês passado.

As medidas ficam em vigor ao menos até 13 de abril, mas a declaração de Conte aponta para uma nova prorrogação. Segundo informações de bastidores, a chamada “fase 2” da pandemia deve se desenvolver em duas etapas: a primeira seria de pequenas aberturas para as atividades produtivas; e a segunda seria com regras mais flexíveis para a circulação de pessoas.

A Ansa apurou que o comitê técnico-científico que assessora o governo na crise já estaria preparando um mapa com o nível de risco de todas as atividades produtivas para indicar quais poderiam ser retomadas. As empresas seriam divididas em três categorias: risco baixo, médio e alto, sendo que cada uma comportaria medidas e níveis de distanciamento específicos.

Com a desaceleração do ritmo de contágio, a Itália busca agora zerar o número de novos casos por dia, o que fará o país ganhar tempo para resolver a carência de testes para diagnósticos e formar um cenário mais preciso do tamanho da pandemia – a própria Defesa Civil admite que o número real de casos pode ser 10 vezes maior que o divulgado.

 

 

 

 

 

iG

mais lidas