Diário de São Paulo
Siga-nos
Crime

Racismo: Giovanna Ewbank revela se agrediu ou não mulher que atacou Titi e Bless em Portugal

Bruno Gagliasso defendeu a atitude da esposa diante da situação

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank contam como preparam os filhos para enfrentar o racismo - Imagem: Reprodução/TV Globo
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank contam como preparam os filhos para enfrentar o racismo - Imagem: Reprodução/TV Globo

Publicado em 01/08/2022, às 11h19 Mateus Omena


A atriz e apresentadora Giovanna Ewbank, 35, e o ator Bruno Gagliasso, 40, revelaram caso de racismo sofrido pelos filhos, quando uma mulher branca proferiu palavras ofensivas às crianças em um restaurante em Portugal. A mãe admitiu que chegou a avançar sobre a agressora.

Os detalhes do episódio foram compartilhados pelo casal em entrevista ao programa Fantástico (TV Globo).

De acordo com Giovanna, a portuguesa que fez ofensas racistas contra seus filhos, Titi e Bless, também atacou um grupo de angolanos que estavam no local.

A briga foi gravada por testemunhas que reconheceram o casal de atores e foi compartilhada nas redes sociais. 

Durante a entrevista, Giovanna foi questionada se deu um tapa na mulher racista. Ela confirmou a agressão de sua parte, mas alegou que o ato teve a finalidade de garantir a proteção dos filhos. “Isso ocorreu”, disse a atriz.

Bruno Gagliasso reforçou que a postura da esposa e mãe de seus filhos não foi criminosa, apenas uma reação contra um ataque aos menores.

"Na verdade ela não agrediu, a minha mulher reagiu. Não confunda, não confunda a reação do oprimido com a ação do opressor", disse o ator.

Ainda chocados com a situação, o casal declarou que lamentam ter que preparar os filhos, desde pequenos, para enfrentar ofensas racistas. Mas, acreditam que seus esforços vão fortalecê-los.

"A gente sabe que vai acontecer muitas outras vezes e acho que agora não tem como proteger tanto os nossos filhos do que eles vão ver, ouvir. Eles estão crescendo, não é? Então é continuar fortalecendo os nossos filhos, mostrando o quanto eles são maravilhosos, o quanto eles são fortes e quanto eles têm direito de combater o racismo e quanto eles precisam estar atentos porque eles precisam estar atentos o tempo todo... ", explicou a mãe.

"Eles estão cercados de pessoas que estão preparadas e querem combater o racismo. E eu tenho certeza que o caminho deles vai ser esse, não tenho outro", acrescentou Gagliasso.

Compartilhe