Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Ceni, técnico do São Paulo, pode pegar 16 jogos de gancho por expulsão contra o Bragantino

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

O técnico do São Paulo, Rogério Ceni, foi denunciado pelo STJD em dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva pelo incidente ocorrido no empate contra o Red Bull Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro, e pode pegar até 16 jogos de gancho.

Ceni criticou a atuação do quatro árbitro, Salim Fende Chávez, que foi quem pediu ao árbitro, Bruno Arleu de Araújo, que ele fosse advertido. Ele negou ter ofendido Chavez e contou que havia solicitado ao delegado da partida que desse sua versão sobre o cartão amarelo recebido momentos antes, o que, segundo o treinador, fez com que o quatro árbitro pedisse o cartão vermelho (veja no vídeo acima).

Na súmula, Araújo relatou que Ceni deixou a área técnica, protestou e, depois, ocasionou um “tumulto”:

– Por sair deliberadamente de sua área técnica, discordando e protestando com gestos na direção do 4º árbitro, sr. Salim Fende Chaves, proferindo as seguintes palavras: “Arbitragem caseira!”. Informo ainda que, após a expulsão, o mesmo ficou rodeando o 4º árbitro, ocasionando um tumulto, oferecendo resistência para sair do campo de jogo e somente se retirando após auxílio de integrantes de sua comissão técnica.

Rogério Ceni em Bragantino x São Paulo — Foto: Diogo Reis/AGIF

Rogério Ceni em Bragantino x São Paulo — Foto: Diogo Reis/AGIF

O STJD entendeu que o treinador infringiu as condutas do Art. 257 (participar de rixa, conflito ou tumulto, durante a partida, prova ou equivalente) e o do Art. 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código).

A pena máxima pode chegar até 16 partidas somadas as duas denúncias. No entanto, a defesa do São Paulo deve pedir apenas uma advertência, algo mais habitual em casos dessa natureza.

O treinador cumpriu a suspensão pelo vermelho no confronto seguinte, diante do Santos, no Morumbi. O auxiliar Charles Hembert foi quem assumiu o comando da equipe, que venceu o duelo por 2 a 1.

Ceni comandará normalmente o São Paulo nesta quinta-feira, às 19h30, diante do Juventude, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O jogo de ida terminou empatado por 2 a 2.

.

.

.

.

.

.

GE

mais lidas