Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Rap, gastronomia, diversidade e educação: Capão Redondo, na Zona Sul de SP, como você nunca viu; confira no Mistura Paulista

Publicado

em

Rap, gastronomia, diversidade e educação: Capão Redondo, na Zona Sul de SP, como você nunca viu; confira no Mistura Paulista

Neste sábado (27), novo programa da TV Globo também conta histórias e curiosidades da Vila Maria, bairro da Zona Norte da capital que pulsa Carnaval e futebol.

Mistura Paulista, novo programa da TV Globo, estreou neste sábado (27) com um cardápio incrível de histórias e curiosidades sobre dois bairros da cidade mais populosa do Brasil: Capão Redondo, que fica na Zona Sul, e Vila Maria, na Zona Norte.

A atração será exibida após o Jornal Hoje nos quatro próximos sábados.

Mistura Paulista vai explorar diversos bairros da capital paulista — Foto: Reprodução

Mistura Paulista vai explorar diversos bairros da capital paulista — Foto: Reprodução

Na primeira temporada do programa – que terá quatro episódios -, haverá histórias de oito distritos da capital paulista.

Mistura Paulista vai explorar diversos bairros da cidade de São Paulo

Mistura Paulista vai explorar diversos bairros da cidade de São Paulo

Mistura Paulista no Capão

 

16 quilômetros do Centro de São Paulo, o Capão Redondo tem, em seus muros e paredes, os grafites que retratam a vida que move o bairro. São as gerações que, inspiradas pelo que aprenderam com os pais, têm criado novos caminhos e olhares para a periferia.

Para quem for visitar o bairro no fim de semana, a primeira parada fica próxima à estação Capão Redondo: é a Feijoada do Ernesto, que serve esse prato tradicional todo sábado, às 12h. Marcos Vinicius segue à risca a receita do pai, Ernesto, que tirou da ‘feijuca’ a renda necessária para sustentar a família desde 1997.

Feijoada do Ernesto, tradicional no Capão Redondo — Foto: Reprodução

Feijoada do Ernesto, tradicional no Capão Redondo — Foto: Reprodução

Não muito longe dali, está a loja 1Dasul, uma confecção de roupas e bonés criada pela comunidade e para a comunidade. Fundada há 22 anos pelo escritor e poeta Ferréz, o estabelecimento também é um espaço cultural onde acontecem exposições de arte, grafites e apresentações de rap.

Para os fãs de poesia falada e slam, vale a visita ao Sarau do Capão, que acontece na Fábrica de Cultura do Capão Redondo. Criado pelas poetas Tawane Theodoro e Jéssica Campos, o sarau reúne pessoas de todas as idades para ouvir e declamar composições próprias.

No Morro do Piolho, projetos sociais têm ajudado a expandir os horizontes da juventude. É o caso da Biblioteca Comunitária criada por Vitório Wesley, um dos integrantes do Instituto Ação Geral. Instalada na laje de uma casa, o espaço é formado por livros recebidos por meio de doações, com títulos que vão desde a literatura infantil até os grandes clássicos, como Sagarana e O Sol É Para Todos.

Instituto Ação Geral é responsável por uma série de ações dentro da comunidade: de aulas de futebol até um ateliê de pães que ensina a arte da panificação para geração de renda. Um dos projetos abraçados pela instituição foi a nomeação das travessas do entorno da favela para ajudar os moradores a se localizarem lá dentro.

Professor Luizinho, presidente do Instituto Ação Geral, durante ação de distribuição de alimentos — Foto: Reprodução

Professor Luizinho, presidente do Instituto Ação Geral, durante ação de distribuição de alimentos — Foto: Reprodução

Há a Travessa Fórmula Mágica da Paz, em ferência à composição dos Racionais MCs, originários do Capão, a Travessa Greta Thunberg, jovem ativista do meio ambiente, e a Travessa Professora Paula Beatriz, uma homenagem àquela que educou muitos moradores da comunidade e hoje é a primeira mulher trans a se tornar diretora de uma escola pública no estado de São Paulo.

Paula Beatriz de Souza Cruz, diretora de uma escola estadual de SP — Foto: Arquivo pessoal

Paula Beatriz de Souza Cruz, diretora de uma escola estadual de SP — Foto: Arquivo pessoal

Há 32 anos na rede escolar de ensino estadual em São Paulo, Paula Beatriz está à frente da educação de mais de mil crianças e é tida como uma inspiração no debate sobre questões de gênero.

Resumindo

 

  • A tradicional Feijoada do Ernesto, que faz a alegria dos vizinhos desde 1997;
  • Espaço cultural que recebe exposições, grafites e apresentações de rap;
  • Sarau do Capão: para os fãs de poesia falada e slam;
  • Biblioteca Comunitária do Vitório Wesley;
  • De aulas de futebol a ateliê de pães, o lugar certo é o Instituto Ação Geral;
  • muito mais!

 

O que esperar do novo programa

 

Denise Thomaz Bastos e Luiza Vaz serão as repórteres do Mistura Paulista — Foto: Reprodução/TV Globo

Denise Thomaz Bastos e Luiza Vaz serão as repórteres do Mistura Paulista — Foto: Reprodução/TV Globo

As repórteres do Mistura Paulista, Denise Thomaz Bastos e Luiza Vaz, vão rodar a capital paulista e explorar diversos bairros para contar como os moradores estão vivendo depois de quase dois anos de pandemia.

“O nome do programa vai bem nessa cultura paulistana. Mistura! Tem tudo nessa cidade e na hora que você quiser. Tem gente do Brasil e do mundo todo. Tem espaço para todos os tipos de música, tribos, comidas. São Paulo respira muitas culturas. Isso é o gostoso da cidade”, destacou Bastos.

 

“O que eu acho mais bacana, além de conhecer as pessoas, é conhecer a história do bairro”, contou Denise.

Denise Thomaz Bastos e Luiza Vaz serão as repórteres do Mistura Paulista — Foto: TV Globo

Denise Thomaz Bastos e Luiza Vaz serão as repórteres do Mistura Paulista — Foto: TV Globo

“Como eu não sou paulistana, desde que cheguei em São Paulo tenho a preocupação de conhecer a cidade. Pego o metrô, o trem, o ônibus e vou pra regiões diferentes. Afinal de contas, trabalhar com jornalismo diário na maior cidade do país é um grande desafio e requer responsabilidade”, revelou Luiza.

“A gente quer que o pessoal se reúna com a família em casa, dê risada, se emocione, se surpreenda e, quem sabe, pinte aquela vontadezinha de colocar a bolsa debaixo do braço, pegar um metrô, um busão, e também sair por aí explorando essa cidade”, brincou Vaz.

 

Nos passeios de sábado à tarde, o Mistura Paulista também mostra as curiosidades sobre os bairros da Penha, que já foi a capital do estado de São Paulo, e da Lapa, que reúne apaixonados por fuscas.

.
.
.
G1

mais lidas