Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Weintraub contratou servidores do MEC como seus advogados em ações pessoais

Publicado

em

Weintraub contratou servidores do MEC como seus advogados em ações pessoais

Servidores do MEC foram contratados para entrar com ações em nome de Weintraub contra dois jornais, uma jornalista e um escritor

O ministro Abraham Weintraub contratou dois servidores do Ministério da Educação (MEC), Auro Hadano Tanaka e Victor Sarfatis Metta, para serem seus advogados, após ter nomeado eles como assessores especiais no MEC alguns meses antes, segundo divulgou nesta terça-feira (19) o jornal O Globo .

Leia também: Fechados com o capitão: O que afasta e o que aproxima Bolsonaro de seus ministros

Auro Hadano Tanaka foi nomeado no MEC em abril de 2019 e Victor Sarfatis Metta em maio do mesmo ano – ambos com salários de R$ 13,6 mil. Alguns meses depois, entre outubro e novembro de 2019, Tanaka e o escritório de Metta entraram com ações em nome de Weintraub contra dois jornais, uma jornalista e um escritor.

O MEC afirmou, em nota, que o ministro pagou os advogados com seu dinheiro e não com dinheiro público.

“Não há impedimento para que os escritórios de Victor Sarfatis Metta e Auro Hadano Tanaka atuem na defesa da pessoa física de Abraham Weintraub . Os honorários advocatícios foram pagos particularmente por Weintraub, ou seja, sem recursos públicos”, defendeu o ministério.

O ministério também afirmou que os advogados não são funcionários exclusivos da pasta e podem exercer outros trabalhos fora do MEC .

“Cabe esclarecer ainda que Tanaka e Metta exercem as funções de assessores especiais em regime de trabalho de dedicação integral, conforme estabelece a Lei 8112/90, em seu artigo 19, §2º, o que difere de atividade em regime de exclusividade, que seria motivo de impedimento para exercício de qualquer outra atividade profissional”, afirmaram em nota.

As ações

O escritório de Metta, Rosenthal e Sarfatis Metta Advogados , entrou com uma ação contra o site Brasil 247 em três de outubro de 2019 e uma contra a revista Fórum no dia 28 do mesmo mês, e no dia seguinte entraram com pedido de danos morais contra o escritor Paulo Ghiraldelli Júnior.

Já em novembro, Tanaka e a Rosenthal e Sarfatis Metta Advogados entraram com uma ação de difamação contra uma jornalista do jornal  Valor Econômico. Nesta ação, Metta não é citado como representante do escritório para Weintraub , diferente das outras.

mais lidas