Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Voto impresso? Bolsonaro apresentará proposta ao Congresso ano que vem

Publicado

em

Voto impresso? Bolsonaro apresentará proposta ao Congresso ano que vem

O presidente diz querer que o Brasil tenha um sistema eleitoral confiável para as eleições de 2022

Em live nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro disse que, ano que vem, vai entregar ao Congresso Nacional uma proposta para alterar o sistema eleitoral brasileiro . Segundo Bolsonaro, o governo federal quer apresentar uma sugestão para a volta do voto impresso . As informações são do jornal Correio Braziliense.

O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (05) pelo chefe do Executivo e, na ocasião, ele disse querer que o Brasil tenha “um sistema eleitoral confiável em 2022”. “Nós temos, sim, já está bastante avançado, o estudo (para propor o voto impresso). A gente espera, no ano que vem, entrar, mergulhar na Câmara e no Senado, para que a gente possa, realmente, ter um sistema eleitoral confiável em 2022”, explicou o presidente.

Durante a transmissão ao vivo, Bolsonaro afirmou que o governo está estudando as experiências de outros países que adotam o voto impresso no sistema eleitoral. O presidente alegou que “o voto impresso é a maneira que você tem de auditar, contar votos de verdade”. “Nós devemos, sim, ver o que acontece em outros países, e buscar um sistema que seja confiável por ocasião das eleições”, disse.

Proposta analisada pelo parlamento

Na mesma transmissão, Bolsonaro ainda defendeu que a proposta de emenda à Constituição (PEC) 135/2019, de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), seja analisada pelo parlamento. O texto exige que as cédulas sejam impressas em papel na votação e na apuração de eleições, plebiscitos e referendos no Brasil.

De acordo com a proposta, essas cédulas poderão ser conferidas pelo eleitor e deverão ser depositadas em urnas indevassáveis, de forma automática e sem contato manual, para fins de auditoria.

A PEC foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara, em dezembro de 2019, e está sujeita à apreciação do plenário da Casa.

.

 

.

 

.

 

IG

mais lidas