Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Vizinha relata tensão após queda de criança do 16º andar: ‘Gritaria enorme’

Publicado

em

Vizinha relata tensão após queda de criança do 16º andar: 'Gritaria enorme'

Acidente ocorreu na madrugada do último sábado (11), em Praia Grande.
Pai disse que criança estava sozinha antes de cair do 16º andar.

Minutos após a queda que resultou na morte de um menino de quatro anos no sábado (11), em Praia Grande, no litoral de São Paulo, houve gritaria e desespero, segundo uma vizinha ouvida. “Achei que tinha caído algo de 1.000 kg, e não uma criança. Ouvi muitos gritos, mas ele já estava no chão, deitadinho”, disse Cristina Cabral Batista. O barulho assustou os moradores.

O menino Yuri Martins Arroio sofreu uma queda do 16º andar de um prédio. Em depoimento, o pai, que mora sozinho com o filho, afirmou que a criança estava desacompanhada no apartamento e que, quando chegou em casa, por volta das 3h, ele já teria caído. Não há informações sobre a hora que ele saiu de casa. A polícia investiga o caso.

Criança caiu do 16º andar de prédio em Praia Grande, SP (Foto: Solange Freitas/G1)

Criança caiu do 16º andar de prédio em Praia Grande, SP (Foto: Solange Freitas/G1)

O prédio fica na Rua Balneário Camboriú, no bairro Aviação. De acordo com o depoimento do pai, Wesley Ignoti Arroio, empresário, ele havia saído e quando voltou ao apartamento, uma cobertura, se deu conta de que o menino havia sumido. Ele procurou por todos os cômodos, inclusive na piscina, sempre o chamando, sem resposta. Quando olhou para baixo do edifício, viu o menino caído na rampa do estacionamento, desacordado.

Segundo a vizinha, Cristina, o pai do menino gritava bastante e chegou a passar mal ao ver a criança no chão do prédio. “Ele gritava muito, batia nas coisas. Depois, ele desceu e gritou ainda mais. Era uma gritaria enorme. A polícia chegou e levaram ele ao hospital para tomar um calmante. Algumas horas depois, ele voltou para fazer a reconstituição do crime”, falou.

Falta de equipamentos de proteção
Segundo o descrito no boletim de ocorrência, o apartamento em questão não possui grades ou redes de proteção. A polícia já solicitou junto à administração do condomínio as imagens das câmeras de monitoramento, que podem ajudar nas investigações. As autoridades não informaram por quanto tempo o pai se ausentou do imóvel. Ele foi liberado após prestar depoimento. O caso foi registrado como homicídio culposo e morte suspeita na Delegacia Sede da cidade.

Corpo do menino foi encontrado na rampa do estacionamento de prédio em Praia Grande, SP (Foto: Solange Freitas/G1)

Corpo do menino foi encontrado na rampa do estacionamento de prédio (Foto: Solange Freitas/G1)

Criança caiu do 16º andar de prédio em Praia Grande, SP (Foto: Solange Freitas/G1)

Criança caiu do 16º andar de prédio em Praia Grande, SP (Foto: Solange Freitas/G1)

mais lidas