Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Gangue de motociclistas armados faz arrastão e rouba 3 pessoas em menos de 4 minutos em Santo André, no ABC Paulista

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram uma gangue de motociclistas armados fazendo um arrastão e roubando três pessoas em menos de 4 minutos, na noite de terça-feira (29), no bairro Bom Pastor, em Santo André, no ABC Paulista.

Imagens gravadas por câmeras de seguranças de imóveis do bairro mostram ao menos cinco criminosos em três motos percorrendo ruas do bairro e assaltando três pessoas na Avenida Bom Pastor e na Rua Luis Murat.

Os assaltantes fugiram após os roubos. Até a última atualização desta reportagem nenhum suspeito pelos crimes foi identificado ou preso.

Segundo moradores do bairro ouvidos pela reportagem, a quadrilha de motociclistas levou celulares, dinheiro e carteiras com documentos das vítimas. A população criticou a falta de policiamento na região do Bom Pastor.

“Aqui é frequente [os assaltos]. Essa Travessa dos Patriotas aqui é uma das que mais rouba [SIC]”, disse o caminhoneiro David Aparecido de Mello. “Eles [motociclistas] chegam do nada e levam mesmo [os pertences das vítimas]. Fazem a festa. A cada 15 dias, 10 dias, os caras roubam. Não tem jeito. Aqui a segurança é péssima”.

 

Câmeras de segurança gravaram três 'arrastões' em menos de 4 minutos em bairro de Santo André — Foto: Reprodução/Redes sociais

Câmeras de segurança gravaram três ‘arrastões’ em menos de 4 minutos em bairro de Santo André — Foto: Reprodução/Redes sociais

Primeiro roubo: 19h21

 

As filmagens mostram que o primeiro assalto ocorreu às 19h21 de terça. O bandido, em uma moto, rouba os pertences de um homem que estava parado na calçada.

Segundos depois surgem mais quatro bandidos, em duas motos, dando cobertura. Em 10 segundos, o assalto chega ao fim e todos fogem.

Segundo roubo: 19h22

 

O segundo roubo foi gravado um minuto depois do fim do primeiro assalto: às 19h22. A mulher tinha acabado de estacionar o carro em frente à casa.

Segundos depois, aparecem, virando a esquina, os quatro bandidos em duas moto. Dois deles descem e, armados, anunciam o assalto. Em seguida, surge o quinto bandido, em mais uma moto, dando cobertura. Em 15 segundos, todos vão embora.

Terceiro roubo: 19h24

 

O terceiro assalto ocorreu um minuto e meio mais tarde. A vítima foi um homem, que aparece na esquina, descendo da moto. Enquanto ele ainda tirava o capacete, às 19h24, surgem as três motos e os cinco bandidos. Um deles desce, enquanto os outros se movimentam com as motos.

Um garoto, que passava de bicicleta pelo local, percebe o assalto e foge desesperado. 30 segundos depois os bandidos vão embora.

O que diz a pasta da Segurança

 

Procurada para comentar o assunto, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou, por meio de nota encaminhada por sua assessoria de imprensa, que até esta quarta-feira (30) as vítimas do arrastão não tinham feito nenhum boletim de ocorrência.

Mesmo assim, segundo a pasta da Segurança, a Polícia Militar (PM) irá reorientar o patrulhamento no bairro em razão dos vídeos que mostram os assaltos em série.

Leia abaixo a íntegra do comunicado:

“O policiamento preventivo na região será reorientado, com base na análise dos índices criminais. As polícias Civil e Militar atuam continuamente e de maneira integrada para combater todas as modalidades criminosas, inclusive Santo André.

Entre as ações, estão a ABC Mais Seguro que na edição deste mês fez mais de 1.500 abordagens e prendeu dezesseis pessoas, e a Hércules, com foco em os crimes patrimoniais cometidos com a utilização de motos, que deteve mais de 80 suspeitos.

Nos dois primeiros meses deste ano o trabalho das forças segurança na cidade, 230 pessoas foram detidas em flagrante, 308 veículos furtados e roubados foram recuperados e 21 armas de fogos de origem ilegais foram apreendidas, no município. Até o momento não há registro dos casos citados.”

.

.

.

.

.

.

G1

mais lidas