Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Vantagem, lições e atenção: como o Palmeiras pode voltar à semi da Libertadores após 17 anos

Publicado

em

Vantagem, lições e atenção: como o Palmeiras pode voltar à semi da Libertadores após 17 anos

Última vez que o Verdão disputou uma vaga na final do torneio sul-americano foi em 2001

O Palmeiras pode encerrar uma espera de 17 anos nesta quarta-feira, quando o time de Felipão entra em campo para enfrentar o Colo-Colo com a possibilidade de confirmar a classificação para a semifinal da Libertadores, fase que o clube não disputa desde 2001.

Depois de vencer por 2 a 0 em Santiago no jogo de ida, o Palmeirasrecebe os chilenos na arena, em partida que será disputada às 21h45 (horário de Brasília), com a vantagem de até poder perder por um gol de diferença. Se avançar, o Verdão duelará por uma vaga na decisão com o vencedor do confronto entre Cruzeiro e Boca Juniors.

Desempenho do Palmeiras nas últimas participações na Libertadores:

  • 2017: oitavas de final
  • 2016: fase de grupos
  • 2013: oitavas de final
  • 2009: quartas de final
  • 2006: oitavas de final
  • 2005: oitavas de final
  • 2001: semifinal

Para garantir a classificação no torneio sul-americano e evitar surpresas, os palmeirenses “esquecem” a vantagem conquistada no Chile, pregam respeito ao adversário e usam o retrospecto recente da equipe como lição nesta quarta-feira.

Além da questão das expulsões – Felipe Melo e Deyverson receberam cartão vermelho contra o Cerro Porteño –, o Verdão tenta recuperar seu poder de decisão como mandante. Em 2018, são apenas 22% de aproveitamento como mandante em torneios de mata-mata, o que contrasta com a boa campanha da equipe fora de casa.

Valdivia teve boa atuação contra o Palmeiras no Chile — Foto: Reprodução

Valdivia teve boa atuação contra o Palmeiras no Chile — Foto: Reprodução

A exemplo do que ocorreu contra o Cerro Porteño, quando abriu os mesmos 2 a 0 na ida, o time de Felipão tem pregado respeito ao Colo-Colo e minimizado a vantagem. O objetivo é evitar surpresas contra uma equipe que vem de cinco derrotas consecutivas na temporada (três pelo Campeonato Chileno e duas pela Libertadores).

O fator de desequilíbrio dos chilenos é um velho conhecido dos palmeirenses: Jorge Valdivia. O meia construiu boa história no clube em duas passagens, a última encerrada em agosto de 2015. No currículo do camisa 10 no Verdão estão um Paulistão (2008), uma Copa do Brasil (2012) e uma Série B (2013).

No jogo de ida, Valdivia teve boa atuação individual, deu trabalho para a marcação palmeirense e é a principal esperança de classificação dos chilenos, que contam no elenco também com o atacante Lucas Barrios, autor do gol da classificação nas oitavas de final contra o Corinthians, e que conquistou a Copa do Brasil de 2015 e o Brasileirão de 2016 pelo Verdão.

Só com o desfalque de Felipe Melo, o Palmeiras deve entrar em campo com Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Moisés; Dudu, Willian e Borja. Campeão em 1999 quando tinha Luiz Felipe Scolari no comando, o Verdão ficou entre os quatro primeiros do torneio em 1961, 1968, 1971, 2000 e 2001.

mais lidas