Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

UFC: Jiri Prochazka diz que nocaute sobre Dominick Reyes não foi sua maior vitória

Publicado

em

UFC: Jiri Prochazka diz que nocaute sobre Dominick Reyes não foi sua maior vitória

Tcheco diz que não controlou a luta como gostaria, admite que estava nervoso para a disputa de sábado e revela ter sido surpreendido pelos contragolpes do americano

Após nocautear brutalmente o americano Dominick Reyes na luta principal do UFC no último sábado, Jiri Prochazka surpreendeu a imprensa presente ao afirmar que a vitória não foi a maior da sua carreira. Segundo o tcheco, ele não conseguiu dominar a luta como gostaria, o que não o agradou totalmente.

– Não foi a maior vitória da minha carreira porque a luta não esteve sob meu controle todo o tempo. Dominick me surpreendeu muitas vezes, e isso não é bom para um cara como eu. Eu gosto de ser o melhor, e ser o melhor, na minha opinião, não é o que eu fui hoje. Eu tive tantas chances de finalizar a luta e mais cedo e não consegui. Não quero ficar no cage por tanto tempo. Porque ficar lá tanto tempo em uma guerra? Isso não é ser um mestre. Eu busco ser um mestre, e não foi o que eu fui hoje.

Prochazka admitiu estar nervoso para a luta contra Reyes, mas, após a vitória, disse que tirará algum tempo para descansar e levar seus erros para a academia para corrigi-los e subir de nível.

Jiri Prochazka cumprimenta Dominick Reyes após sua vitória no UFC — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Jiri Prochazka cumprimenta Dominick Reyes após sua vitória no UFC — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

– Eu estava um pouco nervoso, mas para mim disputas de cinturão e lutas a casar não são tão importantes assim. O que me importa é a jornada, aproveitar adversários duros e dividir o octógono com eles. É por isso que eu gosto de lutar. E a luta de hoje foi ótima. Eu aproveitei ela e o QI de luta de Dominick. Ainda tenho que trabalhar para aprender novas habilidades. Agora eu preciso de um pouco de tempo para descansar e aproveitar o fato de ser um lutador do UFC e tudo o que isso traz. Vou levar tudo o que aprendi da luta contra Dominick para os meus treinos e subir de nível, corrigir os erros. Isso leva tempo.

Perguntado que erros foram esses, e se um deles seria lutar com a guarda baixa durante grande parte da disputa, Prochazka brincou sobre seus bloqueios, mas revelou ter achado que a luta estava ganha em alguns momentos, e foi surpreendido pelos contragolpes de Reyes, que mesmo grogue o atacou.

Dominick Reyes surpreendeu Jiri Prochazka com seus contragolpes — Foto: Getty Images

Dominick Reyes surpreendeu Jiri Prochazka com seus contragolpes — Foto: Getty Images

– Sim, eu recebi alguns golpes, mas vocês viram meus bloqueios, minha defesa? Eu não defendi tanto quanto poderia nessa luta, mas trabalhei muito nisso (risos). Ainda preciso corrigir algumas coisas. Quando ele estava um pouco grogue, ele acertou um contragolpe muito duro. Essa foi a maior lição que eu tirei desta luta. Quando eu achei que a luta estava ganha, ele me surpreendeu duas vezes ou mais na luta. Foi um ótimo aprendizado para a próxima luta.

Os repórteres também perguntaram se Prochazka se sentia pronto e merecedor de ser o próximo desafiante ao cinturão dos pesos-meio-pesados do UFC, enfrentando o vencedor de Jan Blachowicz e Glover Teixeira. O tcheco disse que sim, e lamentou que ainda não tenha conseguido aproveitar o fato de ser lutador do UFC como poderia.

– Acho que mereço lutar pelo cinturão, mas como a minha jornada no UFC tem sido tão rápida que eu não tenho conseguido aproveitá-la tanto quanto eu gostaria.

Agraciado com dois prêmios de performance pela luta contra Dominick Reyes (“Luta da Noite” e Performance da Noite”), o tcheco brincou com o que pensava fazer com os US$ 100 mil ganhos.

– Acho que vou comprar um carro muito caro e bater com ele (risos). Não, estou brincando. Eu vou pagar o que falta para comprar a minha casa, e depois não sei. Meu ego gosta do dinheiro para ter tudo: garotas, carros, barcos caros, festas… mas o meu outro lado quer viver na floresta, em uma casa pequena e treinar todos os dias buscando ser um mestre, nada mais. Acho que esse é o maior desejo que tenho dentro de mim.

Ao ser perguntado se havia planejado a cotovelada giratória que nocauteou Reyes no segundo round, Prochazka brincou com o seu estilo de cabelo para explicar o golpe.

– Simplesmente aconteceu. É por isso que eu tenho essa antena, para capturar as ideias que passam pela minha cabeça (risos).

Confira todos os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Jiri Prochazka venceu Dominick Reyes por nocaute aos 4m29s do R2
Giga Chikadze venceu Cub Swanson por nocaute técnico a 1m03s do R1
Ion Cutelaba x Dustin Jacoby foi declarada empate dividido (29-28, 28-29 e 28-28)
Sean Strickland venceu Krzystof Jotko por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Merab Dvalishvili venceu Cody Stamann por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

CARD PRELIMINAR
Luana Pinheiro venceu Randa Markos por desclassificação aos 4m16s do R1
T.J. Brown venceu Kai Kamaka por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28)
Luana Dread venceu Poliana Botelho por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Loma Lookboonmee venceu Sam Hughes por decisão unânime (triplo 29-28)
Andreas Michailidis venceu KB Bhullar por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Felipe Cabocão venceu Luke Sanders por decisão unânime (triplo 29-28)

.

.

.

Fonte: Ge – Globo Esporte.

mais lidas