Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Tropeços de São Paulo e Flamengo fazem Brasileirão ter seis possíveis campeões, todos com seus pecados

Publicado

em

Tropeços de São Paulo e Flamengo fazem Brasileirão ter seis possíveis campeões, todos com seus pecados

São Paulo é o maior candidato ao título, mas Internacional volta a ficar seis pontos atrás e distância de Flamengo e Atlético pode ser de quatro. Até o Palmeiras, com 44 pontos e dois jogos a menos tem chance remota

O São Paulo é o grande candidato ao título brasileiro, por ter seis pontos de vantagem sobre o segundo colocado. O Internacional caiu da liderança para a sexta posição e recuperou a segunda colocação depois de quatro rodadas e da vitória sobre o Ceará, em Fortaleza. O Palmeiras é o sexto colocado, tem seis pontos a menos do que o Colorado, mas dois jogos a menos também. Sua chance de troféu é mínima. Mais por estar concentrado nas finais da Copa do Brasil e da Libertadores do que pela chance de empatar com o Internacional, se ganhar do Vasco e do Corinthians, seus jogos atrasados.

Não é comum ter seis candidatos ao título faltando dez rodadas e você mesmo pode não concordar que os seis primeiros têm chances. Mas há dois pontos a se ponderar: 1. a irregularidade dos seis melhores times, no ano da pandemia; 2. já houve viradas deste tipo.

Só duas vezes, nos extraordinários campeonatos de 2008 e 2009. No primeiro, o São Paulo tinha quatro pontos a menos do que o líder, Grêmio, estava em quinto lugar quando faltavam dez rodadas. Terminou campeão três pontos acima do segundo colocado. O Palmeiras, líder na 28a rodada, terminou em quarto.

No segundo, o Palmeiras também liderava e o Flamengo, em sexto lugar, estava doze pontos atrás. Eram 54 pontos contra 42 do rubro-negro, que terminou campeão, com o Palmeiras finalizando em quinto.

É improvável que o Palmeiras seja o campeão. É provável que o campeão seja o São Paulo, ou que o Flamengo reaja e conquiste a taça. Mas não é impossível o título do Atlético, do Internacional ou do Grêmio — nem mesmo do Palmeiras.

Porque cada um dos seis possíveis campeões tem seu pecado mortal:

1. SÃO PAULO – Apesar de se o melhor time do Brasileirão, é apenas o quinto nas últimas seis rodadas. Sofreu duas derrotas, para o Corinthians e Bragantino. Também perdeu quatro pontos para times da zona de rebaixamento, com empates contra Coritiba e Bahia, este último no Morumbi. Estes são os pecados. Seu mérito é ser o único invicto em casa.

2. INTERNACIONAL – A troca de comando tirou o Inter do eixo por cinco rodadas, até Abel Braga encontrar outra forma de jogar. Mas, antes com Eduardo Coudet, o pecado mortal: não venceu nenhum dos cinco outros possíveis campeões no primeiro turno. Seu primeiro triunfo deste tipo aconteceu contra o Palmeiras, já na segunda metade do Brasileiro. Também empatou em casa contra Bahia e Coritiba, ambos na zona de descenso.

3. ATLÉTICO – O time de Jorge Sampaoli é o melhor mandante do Brasileirão, mas é apenas o 11o colocado como visitante. Perdeu sete vezes fora de casa e sofreu 23 gols em suas viagens. Para sonhar com o fim de sua seca de títulos brasileiros, depois de 49 anos, o Atlético precisa parar de perder jogos como visitante

4. FLAMENGO – É o oposto do Atlético. Segundo melhor visitante, com 24 de seus 49 pontos conquistados fora do Maracanã, o Flamengo perdeu 17 pontos como mandante. No ano passado, foi quase 100% quando mandou suas partidas no Maracanã. Ganhou 18 e empatou uma contra o São Paulo. Desta vez, já tem três derrotas e quatro empates em casa.

5. GRÊMIO – Tem o pior ataque entre os seis possíveis campeões, mas seu pecado mortal é outro: virou o rei do empate. Já são doze e, na história dos pontos corridos, só o São Paulo de 2008 foi campeão tendo o maior número de empates da tabela de classificação. Teve exatamente doze. Ou seja, para ser campeão o Grêmio não convém mais empatar.

6. PALMEIRAS – Tem 44 pontos e dois jogos a menos, o que indica a chance de alcançar o Internacional, atual vice-líder com 50 pontos. O que parece ser o maior pecado palmeirense é seu maior mérito: está em todos os torneios. A maratona de jogos e o mesmo número de gols do Grêmio, o que o torna o pior ataque candidato, são os problemas palmeirenses.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

mais lidas