Siga nossa Redes

Destaque

Tropeços colocam liderança do São Paulo sob ameaça pela primeira vez em um mês

esportes

Publicado

em

Tropeços colocam liderança do São Paulo sob ameaça pela primeira vez em um mês

Equipe encara o Athletico, domingo, com risco de ser ultrapassada pelo Inter no Brasileirão

Líder do Campeonato Brasileiro desde o início de dezembro, o São Paulo joga no próximo fim de semana contra o Athletico, fora de casa, pela 30ª rodada, com a posição sob ameaça pela primeira vez em pouco mais de um mês.

A possibilidade é resultado dos tropeços recentes do São Paulo e de uma arrancada do Internacional.

Nos últimos cinco jogos no torneio, o São Paulo perdeu três (Corinthians, Bragantino e Santos), enquanto os gaúchos venceram todos.

O Inter, vice-líder, pode tomar a ponta do Brasileirão do São Paulo caso vença o Fortaleza em casa e o atual líder perca em Curitiba – precisa também tirar uma diferença de quatro gols de saldo a favor dos tricolores.

Hoje o São Paulo lidera o Brasileiro com 56 pontos, três a mais que o Inter. Além disso, tem mais vitórias (16 a 15) e melhor saldo de gols (22 a 18).

A equipe de Fernando Diniz assumiu a ponta do campeonato no dia 3 de dezembro, quando venceu o Goiás em jogo atrasado da 1ª rodada. Naquele momento, chegou aos 44 pontos, dois a mais do que o Atlético-MG.

A rodada seguinte, a 24ª, foi a única, desde então, em que o São Paulo jogou sob o risco de perder a liderança. Mas venceu o Sport em casa, viu o Atlético-MG empatar com o Inter e abriu quatro pontos dos mineiros – esse foi o último jogo sem vitória dos gaúchos, que estavam na sexta colocação.

Três dias depois, o São Paulo recebeu o Botafogo, em outro jogo atrasado, goleou por 4 a 0 e disparou com sete pontos de vantagem – a maior diferença que abriu no campeonato e que se repetiu ao vencer o Fluminense, na 27ª rodada, a última disputada ainda em 2020.

Desde então, o time comandado por Fernando Diniz não venceu mais. Primeiro, caiu na semifinal da Copa do Brasil, eliminado pelo Grêmio. Depois, duas derrotas seguidas no Brasileiro: 4 a 2 para o Bragantino, 1 a 0 para o Santos. O Inter venceu o Goiás e o Ceará e encostou.

A pressão gerou reação no São Paulo: na última terça-feira, na reapresentação do elenco, o coordenador de futebol, Muricy Ramalho, reuniu os jogadores em um dos campos do CT da Barra Funda para uma conversa – segundo o clube, um papo para motivar os atletas.

Contra o Athletico, Diniz terá a volta do zagueiro Bruno Alves, que esteve suspenso contra o Santos. Ele deve formar a zaga com Arboleda. A dúvida ainda é se Luciano, artilheiro do time no Brasileiro com 12 gols, terá condições de jogo. O atacante tem uma inflamação na perna e não joga desde a vitória sobre o Fluminense. Ele ainda não treinou em campo nesta semana.

.

.

.

GE – Globo Esporte.

Publicidade

mais lidas