Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Traficantes presos pela PF levavam vida de luxo com aeronaves e embarcações

Publicado

em

Traficantes presos pela PF levavam vida de luxo com aeronaves e embarcações

Grupo agia na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, mantendo empresas de fachada

Traficantes de drogas que agiam na fronteira do Brasil com o Paraguai, à frente de empresas laranjas, foram alvo da Operação Status, deflagrada pela Polícia Federal na sexta-feira (11). Segundo a PF, o grupo tinha empresas de fachada, como construtoras, administradoras de imóveis, lojas de veículos de luxo, para lavar dinheiro obtido com o tráfico de cocaína. Foram apreendidos R$ 230 milhões em veículos, embarcações, aeronaves e imóveis.

A investigação começou em 2018. Foram analisadas contas de 95 pessoas físicas e jurídicas. Dos 8 mandados de prisão preventiva expedidos pela 5ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande, seis já cumpridos.

Foram presos em Pedro Juan Caballero (cidade paraguaia), pai e dois filhos, que são apontados pela PF como os chefes do grupo. Outras três pessoas, ligadas às lojas de veículos de fachada, foram presos em Campo Grande e em Cuiabá.

Ao todo, foram cumpridos também 42 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná; e também nas cidades paraguaias de Assunção e Pedro Juan Caballero.

A PF informou que no Brasil foram apreendidos 42 imóveis, duas fazendas, e 75 veículos, embarcações e aeronaves, cujos valores somados atingem R$ 80 milhões.

No Paraguai, a ação foi feita em parceria com a Secretaria Nacional Antidrogas, e apreendeu 10 imóveis, no valor aproximado de R$ 150 milhões. Nos dois países o valor dos bens apreendidos chegou a R$ 230 milhões, um recorde, segundo a PF.

Durante a investigação, a PF encontrou um vídeo de um show particular da dupla Bruno e Marrone no aniversário do principal chefe da organização criminosa. O evento, segundo a polícia, foi em 2017, na propriedade de luxo localizada no lago do Manso, na Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso.

.

 

.

 

.

 

IG

mais lidas