Siga nossa Redes

saúde

Sem drive-thrus, cidade de SP vacina grupo prioritário em 82 AMAs e UBSs neste sábado

esportes

Publicado

em

Sem drive-thrus, cidade de SP vacina grupo prioritário em 82 AMAs e UBSs neste sábado

A operação nos 14 grandes postos no sistema drive-thru foi temporariamente paralisada porque a capital já vacinou a maior parte do público-alvo da 1a etapa. Novos grupos prioritários devem ser anunciados pelo governo do estado na segunda-feira (8).

A imunização do grupo prioritário da 1a etapa da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 continua neste sábado (6) na capital paulista em 82 AMAs e UBSs, sem o sistema drive-thru.

A Prefeitura de São Paulo encerrou temporariamente a operação em 14 grandes postos do sistema drive-thru porque a cidade já vacinou a maior parte do público-alvo desta etapa – mais de 90% dos idosos entre 77 e 79 anos e cerca de 95% dos idosos na faixa etária de 80 a 84 anos.

Neste sábado, para otimizar o atendimento, as equipes da Secretaria Municipal da Saúde foram concentradas em 82 das 468 unidades de saúde, que ficam abertas até as 19 horas.

A reportagem não presenciou filas na manhã deste sábado.

De acordo com o governo do estado, um total de 3.184.398 de doses foi aplicada em todo o estado até o meio-dia deste sábado, sendo 2.381.514 somente a 1a dose (5,14% da população) e 802.884 já como 2a dose (1,73%).

Além dos idosos com mais de 77 anos, compõem o grupo prioritário desta 1a fase:

  • Idosos a partir de 60 anos residentes em instituições institucionalizadas de longa permanência;
  • Pessoas com 18 anos ou mais com deficiência, residentes em residências institucionalizadas inclusivas;
  • População indígena vivendo em terras indígenas;
  • Quilombolas;
  • Profissionais de saúde a partir de 55 anos;
  • Moradores de rua com mais de 60 anos;
  • Sepultadores, veloristas, cremadores e condutores de veículos dos cemitérios públicos e privados do município de São Paulo;
  • Trabalhadores dos serviços público CDI, SEAS, Centros de Acolhida Adulto e POP RUA.

 

Na segunda-feira (8), este público volta a contar as 468 AMAs e UBSs. A expectativa é de que nesta data, o governo do estado anuncie os próximos grupos e também a retomada dos 14 postos de vacinação em sistema drive-thru.

Os 82 drive-thrus anexos a UBSs continuam funcionando de segunda à sexta, das 8h às 17h e em todas as 468 UBSs da capital.

Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na Unidade Básica de Saúde da Vila Isolina Mazzei, na zona norte de São Paulo — Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Vacinação acontece nas AMAs/UBSs integradas de São Paulo Vacinação acontece nas AMAs/UBSs integradas de São Paulo A imunização do grupo prioritário da 1a etapa da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 continua neste sábado (6) na capital paulista em 82 AMAs e UBSs, sem o sistema drive-thru. A Prefeitura de São Paulo encerrou temporariamente a operação em 14 grandes postos do sistema drive-thru porque a cidade já vacinou a maior parte do público-alvo desta etapa – mais de 90% dos idosos entre 77 e 79 anos e cerca de 95% dos idosos na faixa etária de 80 a 84 anos. Neste sábado, para otimizar o atendimento, as equipes da Secretaria Municipal da Saúde foram concentradas em 82 das 468 unidades de saúde, que ficam abertas até as 19 horas. A reportagem não presenciou filas na manhã deste sábado. De acordo com o governo do estado, um total de 3.184.398 de doses foi aplicada em todo o estado até o meio-dia deste sábado, sendo 2.381.514 somente a 1a dose (5,14% da população) e 802.884 já como 2a dose (1,73%). Além dos idosos com mais de 77 anos, compõem o grupo prioritário desta 1a fase: Idosos a partir de 60 anos residentes em instituições institucionalizadas de longa permanência; Pessoas com 18 anos ou mais com deficiência, residentes em residências institucionalizadas inclusivas; População indígena vivendo em terras indígenas; Quilombolas; Profissionais de saúde a partir de 55 anos; Moradores de rua com mais de 60 anos; Sepultadores, veloristas, cremadores e condutores de veículos dos cemitérios públicos e privados do município de São Paulo; Trabalhadores dos serviços público CDI, SEAS, Centros de Acolhida Adulto e POP RUA. Na segunda-feira (8), este público volta a contar as 468 AMAs e UBSs. A expectativa é de que nesta data, o governo do estado anuncie os próximos grupos e também a retomada dos 14 postos de vacinação em sistema drive-thru. Os 82 drive-thrus anexos a UBSs continuam funcionando de segunda à sexta, das 8h às 17h e em todas as 468 UBSs da capital (veja a lista completa). Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na Unidade Básica de Saúde da Vila Isolina Mazzei, na zona norte de São Paulo — Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na Unidade Básica de Saúde da Vila Isolina Mazzei, na zona norte de São Paulo — Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO Expansão do drive-thru A ampliação dos pontos de vacinação drive-thru começou a ser feita no final de semana passado, após o início da imunização de idosos entre 80 e 84 anos registrar longas filas de espera e congestionamento. No dia 27 de fevereiro, quando teve início a vacinação desta faixa etária, apenas cinco postos do tipo estavam em operação na capital. Na Praça Charles Muller, em frente ao estádio do Pacaembu, formaram-se quilômetros de filas no sábado (27). O posto, que era um dos mais procurados, foi desativado na quinta (4) por conta de obras no complexo. Ao longo dos últimos dias, a prefeitura expandiu o número de unidades drive-thru, e o total chegou a 14 endereços na sexta (5), na expectativa de atender os novos grupos que serão anunciados.

Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na Unidade Básica de Saúde da Vila Isolina Mazzei, na zona norte de São Paulo — Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Expansão do drive-thru

 

A ampliação dos pontos de vacinação drive-thru começou a ser feita no final de semana passado, após o início da imunização de idosos entre 80 e 84 anos registrar longas filas de espera e congestionamento.

No dia 27 de fevereiro, quando teve início a vacinação desta faixa etária, apenas cinco postos do tipo estavam em operação na capital. Na Praça Charles Muller, em frente ao estádio do Pacaembu, formaram-se quilômetros de filas no sábado (27). O posto, que era um dos mais procurados, foi desativado na quinta (4) por conta de obras no complexo.

Ao longo dos últimos dias, a prefeitura expandiu o número de unidades drive-thru, e o total chegou a 14 endereços na sexta (5), na expectativa de atender os novos grupos que serão anunciados.

.

.

.

Fonte: G1 – Globo.

Publicidade

mais lidas