Siga nossa Redes

Esportes

Sandry supera desconfiança, surpreende Cuca e vira peça fundamental no Santos

esportes

Publicado

em

Sandry supera desconfiança, surpreende Cuca e vira peça fundamental no Santos

Meia deve ser titular na partida deste domingo, contra o Vasco, pelo Brasileirão

Quem acompanhou os últimos jogos do Santos deve ter ouvido falar no nome de Sandry.

Titular nos três últimos jogos do time, o volante, de apenas 18 anos, assumiu o comando do meio de campo em meio às ausências de Diego Pituca (suspenso) e Soteldo (diagnosticado com Covid-19) e foi um dos principais nomes na goleada sobre o Grêmio, que garantiu a classificação alvinegra às semifinais da Libertadores após oito anos.

Na partida, atuando como uma espécie de segundo volante, Sandry se destacou não só contendo as ações gremistas, mas também na distribuição de jogo e na construção ofensiva. De acordo com o Sofascore, o meia teve um índice de 81,8% de acerto nos passes contra o time gaúcho, com quatro desarmes e seis duelos ganhos.

E as boas atuações, inclusive, podem render a manutenção dele no time titular. Isso porque Sandry deve estar novamente entre os 11 iniciais para a partida contra o Vasco, neste domingo, às 16h (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Há pouco meses, no entanto, Sandry estava fora dos planos de Cuca. Na época, o treinador acreditava que o jogador precisava evoluir um pouco mais e tentou a contratação de jogadores mais experientes para a posição, como Elias e Zé Welisson.

Por conta das punições na Fifa pelas dívidas com Atlético Nacional-COL e Huachipato-CHI, porém, as negociações não se concretizaram. Sandry, por sua vez, evoluiu e começou a chamar a atenção da comissão técnica, que decidiu apostar no garoto.

– Sandry é uma joia que a gente encontrou. Estava meio gordinho (risos), não jogava. Nos surpreendeu no dia a dia. É polivalente, foi nosso 10, nosso 5. Só vejo humildade e alegria. Muito bom trabalhar com ele, é uma maravilha – disse Cuca.

Com as boas atuações e a confiança do treinador, Sandry, que tem 14 jogos pelo clube, pode agora engatar sua terceira partida como titular na carreira contra o Vasco, neste domingo.

A sequência, inclusive, já é a maior do meia desde que ele estreou como jogador profissional em janeiro de 2019. Na época, Sandry tornou-se o “xodó” de Jorge Sampaoli, que treinou o meia em seu time de “sparrings” e foi o responsável pela promoção e estreia no time principal do Peixe.

O contrato de Sandry com o Santos vai até julho de 2022, com multa de 100 milhões de euros (cerca de R$ 640 milhões na cotação atual) para times estrangeiros.

.

.

.

GE – Globo Esporte

Publicidade

mais lidas