Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Colunistas

Resenha com o Kascão: Supervalorização e exageros

Publicado

em

Resenha com o Kascão: Supervalorização e exageros

Por Renato Nalesso

Supervalorização e exageros

 

Quando o Corinthians venceu o dérbi contra o Palmeiras com dois gols do Róger Guedes, a Fiel e a mídia em geral encontrou um herói e colocou a equipe corintiana como virtual candidata ao G-4 do Brasileirão. Os otimistas mais empolgados falavam até em título. Dá pra acreditar? Todos já davam como certa a vaga na Libertadores. Mas vamos falar a verdade? O tempo foi passando, as lesões foram aparecendo – como a do meia Willian – e o jogo não foi encaixando como todos imaginavam. Aos poucos ficava latente a fragilidade ofensiva, sobretudo a falta de um centroavante de ofício.

Resenha com o Kascão: Supervalorização e exageros

 

 

 

 

 

Não demorou nada e a torcida elegeu o culpado para a aparente má fase: o técnico. Para as organizadas, que fizeram até protesto ‘pedindo a cabeça’ dele, o Sylvinho não tem experiência e nem capacidade para conduzir o Corinthians no atual momento. Isso de fato ele não tem. O Sylvinho é ainda pequeno profissionalmente para o Timão. Mas a verdade é que acima disso está a supervalorização de um elenco que não é essa maravilha toda. Se for analisar friamente o ataque viveu nos últimos meses de lampejo de jovens como Adson e Gabriel Pereira. O Jô literalmente só está empurrando com a barriga.

Sinceramente não sei se o caso é pedir a cabeça do Sylvinho nesse momento. Talvez seja um exagero e ele até vá melhorando com o tempo (o erro foi no início em ter apostado em um nome sem experiência). Fato é que o Corinthians precisa que os atletas mais experientes chamem a responsabilidade e não deixem tudo no colo do treinador. É até sacanagem com o cara. De qualquer forma o empate com o Inter ainda deixa o Corinthians com possibilidades reais de beliscar uma vaga na Libertadores. Mas o time precisa ter os pés no chão e jogar junto dentro e fora de campo. Sem vaidades e sem fazer bobagens.

 

Será que é tão favorito?

Resenha com o Kascão: Supervalorização e exageros

 

A grande maioria das pessoas coloca o Flamengo como mega favorito a levar o título da Libertadores da América. Mas vamos ser sinceros? Será que está tão moleza assim? Se antes me parecia que o Palmeiras estava em má fase agora a coisa mudou de figura. Tenho visto o Verdão voltando a atuar bem com vitórias importantes e em contrapartida o Mengão vive do jogo individual de seus principais nomes de ataque. Foi só o Gabigol e o Pedro não entrarem em campo para os cariocas levarem uma surra de seu arquirrival Fluminense. Com um mês de preparação muita água pode passar em baixo dessa ponte. E o Portuga que comanda o alviverde é bem malandro quando precisa.

 

_________________

*Renato Nalesso é profissional de mídia desde 1999. Jornalista, pós-graduado e com passagens por Bandeirantes, Globo e Record. Exerceu por três anos a função de assessor de imprensa do Guarani Futebol Clube. Desde 2013 acumula as funções de editor-chefe e diretor do programa ‘Os Donos da Bola’ da Band, apresentado pelo ex-jogador Neto. 
renato_nalesso@hotmail.com / @RenatoNalesso
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mais lidas