Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Colunistas

Resenha com o Kascão: Um mero ‘balcão de negócios

Publicado

em

Resenha com o Kascão: Um mero ‘balcão de negócios

Por Renato Nalesso*

Um mero ‘balcão de negócios

 

Resenha com o Kascão: Um mero ‘balcão de negóciosEntra ano e sai ano e minha opinião sobre o novo formato da Copa São Paulo de Juniores é a mesma: torneio inchado feito para ser balcão de negócios de empresários de futebol. Afinal não é normal exigir competitividade e critério técnico em um campeonato formado com 128 equipes. Dá pra acreditar? Isso pra falar a verdade chega a ser uma vergonha! Incrível como a Federação Paulista, que é quem organiza o evento, aceita passivamente esse tipo de coisa.

 

Só na fase inicial foram realizadas mais de 200 partidas, espalhadas por 32 grupos. Isso para se conhecer as equipes que seguirão na briga pela taça. Não pode isso. Tem clubes que mal tem time principal, como teria um elenco de juniores? Para vai! O último campeão, o Inter, que é campeão de quase tudo no Sub-20, teve que encarar  times tão modestos que perde até a graça. Será que a FPF impõe algum tipo de critério pra participar? Ou é só chegar um empresário inventando um nome e o time entra na disputa? Se for isso é simplesmente ridículo.

 

Como sou de uma época mais saudosa, quando de fato o interesse da Copinha era revelar jogadores para o time de cima, fico indignado com tal atitude dos dirigentes da Federação. Aliás, acho o fim da picada todo mundo aceitar isso quieto e valorizar esse torneio como o melhor do País na categoria. Jamais! Já passou o tempo em que a Copa São Paulo tinha algum significado. Uma pena o povo e a mídia ainda valorizar esse torneio que hoje é realizado única e exclusivamente para atender o desejo de empresários da modalidade.

Resenha com o Kascão: Um mero ‘balcão de negócios

Trintões em excesso?

Com a chegada do volante Paulinho aumentou para nove o número de jogadores do elenco do Corinthians com idade superior a 30 anos. E olha que o forte interesse no centroavante Diego Costa, ex-Galo, pode elevar esse patamar para dez. Com isso muito corneteiro de plantão já começou a questionar o elenco, dizendo que a idade avançada vai pesar em algum momento da temporada. Posso ser sincero? Eu não acredito nisso. Prefiro 20 jogadores com 40 anos de qualidade que 20 caras sem a mínima condição de jogar bola. Será que alguém esqueceu que o Timão até pouco tempo não engrenava com um monte de jovenzinho? Araos, Léo Natel, Richard e Sornoza que o digam. Pra jogar bola em time grande precisa muito mais que só saúde e vitalidade de menininho.

 

 

 

 

 

______________
*Renato Nalesso é profissional de mídia desde 1999. Jornalista, pós-graduado e com passagens por Bandeirantes, Globo e Record. Exerceu por três anos a função de assessor de imprensa do Guarani Futebol Clube. Desde 2013 acumula as funções de editor-chefe e diretor do programa ‘Os Donos da Bola’ da Band, apresentado pelo ex-jogador Neto.
renato_nalesso@hotmail.com | @RenatoNalesso

mais lidas