Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Política

Reajuste do IOF: relembre ocasiões nas quais Bolsonaro disse que não aumentaria impostos

Publicado

em

Reajuste do IOF: relembre ocasiões nas quais Bolsonaro disse que não aumentaria impostos

Decreto que elevou alíquotas do IOF contraria promessa de campanha e discursos do presidente ao longo do mandato. ‘Ninguém aguenta pagar mais imposto’, disse Bolsonaro em agosto de 2020.

Ao assinar um decreto nesta quinta-feira (16) para aumentar o IOF, o presidente Jair Bolsonaro contrariou uma promessa de campanha e discursos que ele mesmo fez ao longo do mandato — em diversas ocasiões desde 2018, ele disse que não aumentaria impostos.

O IOF é o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários.

Bolsonaro aumentou as alíquotas tanto para pessoa física quanto para jurídica.

A intenção do presidente é que o reajuste banque o incremento que ele pretende dar ao novo programa Bolsa Família (vídeo abaixo). Ele busca reverter a queda na popularidade, às vésperas de um ano eleitoral .

IOF: Governo diz que aumento de imposto é para pagar novo Bolsa Família

IOF: Governo diz que aumento de imposto é para pagar novo Bolsa Família

Relembre ocasiões em que o presidente disse que não aumentaria impostos:

Outubro de 2018

 

Ainda durante a campanha presidencial, o então candidato Jair Bolsonaro falou sobre impostos em uma entrevista ao SBT:

“Não vai ter aumento de imposto, não vai ter CPMF, não terá nada disso”, disse Bolsonaro na ocasião.

 

Agosto de 2020

 

Em 2 de agosto de 2020, durante um passeio de moto por Brasília, o presidente parou para falar com a imprensa. Na época, se discutia um novo imposto, que incidiria sobre transações eletrônicas.

“Não tem aumento de carga tributária. Pode substituir imposto. Mas ninguém aguenta pagar mais imposto”, afirmou o presidente.

 

Agosto de 2020: Bolsonaro diz que não vai ter aumento da carga tributária e que 'ninguém aguenta pagar mais imposto'.

Agosto de 2020: Bolsonaro diz que não vai ter aumento da carga tributária e que ‘ninguém aguenta pagar mais imposto’.

Outubro de 2020

 

Durante a formatura de novos diplomatas, no Palácio do Itamaraty, em 22 de outubro de 2020, Bolsonaro se dirigiu ao ministro Paulo Guedes (Economia) para ressaltar que o governo não aumentaria impostos.

“O nosso país, Paulo Guedes, o governo federal não aumentou impostos durante a pandemia e não aumentará quando ela também nos deixar”, reforçou Bolsonaro.

 

Outubro de 2020: Bolsonaro diz que governo não aumentou impostos durante a pandemia e não aumentaria depois

Outubro de 2020: Bolsonaro diz que governo não aumentou impostos durante a pandemia e não aumentaria depois

Janeiro de 2021

 

Em uma de suas tradicionais lives de quinta-feira, no dia 14 de janeiro deste ano, Bolsonaro alardeou que sua gestão não aumenta impostos:

“No meu governo, não temos aumento de imposto federal.”

Junho de 2021

 

Em um discurso no Palácio do Planalto, no último dia 1º de junho, Bolsonaro comentou a reforma tributária, dirigindo-se a parlamentares.

Ele se disse a favor da reforma, mas afirmou que não poderia haver aumento de imposto:

“Reforma sim, mas sem aumento de imposto”, declarou.

 

“Não podemos admitir, senhores parlamentares — os senhores também têm responsabilidades, sabem que nós jogamos juntos nessa questão. Reforma sim, mas sem aumento de imposto. Nós não podemos continuar sendo um dos países com a mais alta carga tributária do mundo e com a menor contraprestação de serviço”, afirmou o presidente.

.

.

.

G1

mais lidas