Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Rafael Silva perde para georgiano, mas ainda tem chance de bronze

Publicado

em

Rafael Silva perde para georgiano, mas ainda tem chance de bronze

O brasileiro Rafael Silva perdeu, já na madrugada desta sexta-feira, para o georgiano Guram Tushishvili, cabeça de chave número 4 da categoria acima de 100kg do judô nas Olimpíadas de Tóquio 2020, após sofrer três punições em luta válida pelas quartas de final. Agora, Baby volta a competir a partir das 5 (horário de Brasília) e precisa de duas vitórias para conquistar a medalha de bronze. Na primeira luta, ele enfrentará o bicampeão olímpico Teddy Riner, considerado um dos maiores judocas da história – nas quartas, o decacampeão mundial e bi olímpico perdeu para o russo Tamerlam Bashaev, líder do ranking.

Rafael Silva perdeu para o georgiano Guram Tushishvili nas quartas do judô em Tóquio — Foto: REUTERS/Sergio Perez

Rafael Silva perdeu para o georgiano Guram Tushishvili nas quartas do judô em Tóquio — Foto: REUTERS/Sergio Perez

O georgiano dominou toda a luta e o brasileiro não conseguiu fazer nenhuma entrada. É bem verdade que Tushishvili também não aplicou nenhum golpe, mas dominou a pegada o tempo inteiro. A terceira punição veio já no golden score, uma espécie de prorrogação.

Rafael Silva foi bronze nas Olimpíadas de 2012 e 2016, além de ter na carreira as medalhas de prata (2013) e bronze (2014 e 2017) em Campeonatos Mundiais. Entrou nas Olimpíadas como quinto cabeça de chave, o que o credencia como candidato ao pódio.

Este é o último dia de competições individuais do judô masculino. Nas categorias anteriores, o Brasil conquistou dois bronzes, com Daniel Cargnin (até 66kg) e Mayra Aguiar (até 78kg). No peso pesado feminino (acima de 78kg), Maria Suelen Altheman se lesionou nas quartas de final e se despediu d disputa individual.

A CAMPANHA

 

A estreia foi sofrida, com vitória sobre o atleta do Azerbaijão Ushangi Kokauri. O início foi bem equilibrado, com muitas trocas de pegada. Com dois minutos de luta, o brasileiro se defendeu de um ataque do rival e acabou levando uma punição. Na segunda metade da luta, Baby tentou mais entradas e passou a dominar as pegadas. Após o tempo regulamentar se esgotar, o combate foi para o golden score.

Com um minuto de prorrogação, Baby levou mais uma punição, ficado a uma de ser eliminado. Mas ai, conseguiu um belíssimo golpe para vencer o combate.

.

.

.

Fontes: Ge – Globo Esporte.

mais lidas