Siga nossa Redes

Esportes

Quase sem descanso, Palmeiras vive série que faz Abel pedir paciência às esposas dos atletas

Redação SP

Publicado

em

Quase sem descanso, Palmeiras vive série que faz Abel pedir paciência às esposas dos atletas

Time teve apenas um dia de intervalo entre o clássico contra o São Paulo e o duelo deste domingo, contra o Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista

Após apenas um dia de descanso, o Palmeiras volta a jogar neste domingo, às 20h, contra o Botafogo-SP, no estádio Santa Cruz, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Em meio a uma sequência intensa de jogos, o técnico Abel Ferreira pediu, de forma inusitada, paciência às esposas e namoradas de seus jogadores.

– Eu temo que as esposas deles comecem a cansar porque eles estão cansados. São coisas que tenho que me preocupar em termos psicológicos. Que elas reclamem porque eles chegam em casa cansados, têm que dormir, dormem mais vezes fora de casa. A única coisa que me preocupa é essa. Os jogos estão marcados, mas a psicologia que eu tenho que usar é que eles precisam descansar, para as esposas terem paciência (risos), porque é normal que eles cheguem em casa e digam que estão cansados – afirmou Abel.

O Choque-Rei, vencido pelo São Paulo na sexta, abriu uma sequência de 12 jogos em 26 dias no Palmeiras. O número pode aumentar para 18 partidas em 42 dias, caso a equipe de Abel Ferreira avance para o mata-mata do Paulistão.

Após o duelo desta noite, em Ribeirão Preto, o Verdão terá dois dias de intervalo até a estreia na Copa Libertadores, quarta, contra o Universitario, do Peru, às 21h (de Brasília). Depois, terá uma sequência de quatro confrontos com apenas um dia entre eles.

Há um temor no clube por novas lesões diante desta sequência. O clube já perdeu Breno Lopes e Gabriel Veron, enquanto Raphael Veiga é dúvida para o jogo na Libertadores. Por isso, a tendência é de que Abel permaneça rodando o time nesta série.

– Não gosto de falar time reserva, não foi assim que ganhamos a Libertadores e a Copa do Brasil. Temos que olhar para o rendimento dos jogadores, não o nome, é por isso que eles competem todos os dias. Meu critério de escolha é o rendimento. Tem um desafio novo para mim. Nunca na minha vida como treinador tive tantos jogos seguidos. Ano passado já foi desafiador, esse ano é ainda mais – acrescentou.

– Meu desejo é não perder muitos jogadores por lesões, porque sei que vou perdê-los. Não somos máquinas. Tivemos dois títulos a serem decididos (Supercopa e Recopa Sul-Americana), jogos de alto nível físico e intensidade mental. Essa é a minha única preocupação. Temos que nos hidratar bem, dormir bem, comer bem e nos preparamos para jogar de dois em dois dias – concluiu.

Veja o calendário do Palmeiras:

  • 16/4 – Palmeiras x São Paulo (Paulistão)
  • 18/4 – Botafogo-SP x Palmeiras (Paulistão)
  • 21/4 – Universitario x Palmeiras (Libertadores)
  • 23/4 – Guarani x Palmeiras (Paulistão)
  • 25/4 – Palmeiras x Mirassol (Paulistão)
  • 27/4 – Palmeiras x Independiente del Valle (Libertadores)
  • 29/4 – Palmeiras x Inter de Limeira (Paulistão)
  • 2/5 – Santo André x Palmeiras (Paulistão)
  • 4/5 – Defensa y Justicia x Palmeiras (Libertadores)
  • 6/5 – Palmeiras x Santos (Paulistão)
  • 9/5 – Ponte Preta x Palmeiras (Paulistão)
  • 11/5 – Independiente del Valle x Palmeiras (Libertadores)
  • 13/5* – quartas de final do Paulistão
  • 16/5* – semifinal do Paulistão
  • 18/5 – Palmeiras x Defensa y Justicia (Libertadores)
  • 20/5* – final do Paulistão
  • 23/5* – final do Paulistão
  • 27/5 – Palmeiras x Universitario (Libertadores)

.

.

.

Fonte: GE – Globo Esporte.

mais lidas