Destaque Principal saúde

Prometidos para maio, respiradores de Doria podem chegar só em setembro

Redação
Escrito por Redação

Os equipamentos, pelos quais o governo já pagou R$ 242 milhões, são essenciais para a criação de leitos; documento confirma previsão da entrega

Prevista inicialmente para maio, a entrega dos respiradores comprados pela gestão João Doria (PSDB) pode ficar apenas para setembro, segundo carta de uma das fabricantes chinesas.

Os equipamentos, pelos quais o governo já pagou R$ 242 milhões, são essenciais para a criação de novos leitos de UTI , principalmente, com o Estado batendo recorde de contágios e mortes pela Covid-19 , doença causada pelo novo coronavírus (Sars-coV-2).

Em resposta, a gestão Doria diz que notificou a empresa para o cumprimento do contrato e que “qualquer proposta que seja encaminhada pela empresa será analisada tecnicamente, de acordo com as necessidades do SUS de SP e com base no cenário epidemiológico do coronavírus no estado”.

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: