Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Polícia

Procon investiga ‘golpe da mortadela’ no Mercadão de SP

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Após a divulgação do “golpe da fruta”, o Procon fez uma fiscalização nesta quinta-feira (17) para investigar o “golpe da mortadela” denunciado por clientes no Mercado Municipal de São Paulo. Segundo os agentes, os comerciantes do local anunciam o sanduíche de mortadela de uma marca de boa qualidade, porém, não conseguiram comprovar que utilizam produtos da marca.

“Os estabelecimentos anunciam que estão vendendo o sanduíche com a mortadela da melhor qualidade, citam a marca, porém, encontramos a mortadela já cortada, fora da embalagem e sem comprovação da marca que está sendo vendida”, afirmou o diretor-geral do Procon, Fernando Capez.

Capez informou que nenhum estabelecimento chegou a ser multado pela prática, mas a concessionária responsável pela administração do Mercadão foi notificada. “Recebemos a denúncia desse tipo, a fiscalização está percorrendo as barracas para verificar se o produto anunciado é o mesmo que está sendo vendido”, completou.

Loja fiscalizada pelo Procon-SP nesta quinta-feira. — Foto: Divulgação/ Procon-SP

Loja fiscalizada pelo Procon-SP nesta quinta-feira. — Foto: Divulgação/ Procon-SP

Nesta quinta, os agentes também continuaram a fiscalização do “golpe das frutas”. Depois de interditar três barracas na terça, os agentes autuaram onze estabelecimentos por desrespeitarem a legislação. Entre as irregularidades estavam a venda de frutas importadas com o prazo de validade vencido e sem conter os dados do importador e a falta de informação do preço de forma precisa e adequada, especificando se o valor era cobrado por unidade, quilograma ou grama.

Capez informou também que algumas barracas estavam com o preço do produto exposto, mas sem indicar se era o valor por quilo ou por grama, confundindo o consumidor.

A concessionária Mercado SP S/A informou que ainda não teve acesso a notificação do Procon.

.
.
.
.
G1

mais lidas