Dia a Dia Polícia

Presos fazem rebelião após cancelamento de saídas por conta do coronavírus

Redação SP
Escrito por Redação SP

Cinco penitenciárias paulistas se rebelaram após presidiários ao saberem que saída do dia 17 de março seria cancelada por conta do vírus Covid-19

Uma rebelião foi instaurada no presídio Dr. Edgar Magalhães Noronha (Pemano), em Tremembé, em São Paulo. O motim iniciou após os detentos recebem a notícia que a saída temporária, prevista para esta terça-feira (17) foi suspensa devido à pandemia do Covid-19, o novo coronavírus.

Outras quatro penitenciárias paulistas também se rebelaram, em Mongaguá, na Baixada Santista, em Porto Feliz e Mirandópolis, no interior e em Taubaté , no Vale do Paraíba.

No presídio do litoral, centenas de presos fugiram e oito agentes foram feitos reféns. Viaturas da Polícia Militar estão no presídio de Tremembé. Houve relatos de barulhos de bombas e tiros no local, de acordo com o G1 São Paulo.

As unidades são frequentadas por detentos que cumprem penas em regime semiaberto , com direito a seis saídas por ano. O presidente do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional de São Paulo (Sinfuspesp), Fabio Jabá, disse à Veja que muitos estavam preparados para sair. “Ficaram revoltados com a notícia”.

No estado de São Paulo há um total de 30 mil presos em regime semiaberto.

 

Sobre o autor

Redação SP

Redação SP

%d blogueiros gostam disto: