Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Esportes

Presidente da Uefa ameaça boicote ao plano de realização da Copa do Mundo a cada dois anos

Publicado

em

Governo enviou 300 servidores para ajudar em buscas no Amazonas

Em entrevista ao jornal “The Times”, Aleksander Ceferin se posiciona contra a mudança na periodicidade do Mundial, que vem sendo estudada pela Fifa nos últimos meses

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, alertou sobre um potencial boicote da confederação europeia de futebol caso avance o plano da Fifa de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos. Em entrevista ao jornal britânico “The Times”, publicada nesta quinta-feira, o dirigente demonstrou certo ar de deboche ao falar do tema.

— Nós podemos decidir não jogar nesse modelo. Até onde sei, os sul-americanos estão na mesma página que nós. Então boa sorte com uma Copa do Mundo assim — declarou Ceferin.

A Fifa iniciou em maio análises sobre a realização das Copas do Mundo, masculina e feminina, a cada dois anos. O estudo foi aprovado no Congresso anual da entidade: 166 associações nacionais votaram a favor e 22 votaram contra.

O assunto ganhou maior destaque nos últimos dias por conta de um congresso realizado pela entidade máxima do futebol para discutir o calendário internacional, junto de ex-jogadores e ex-treinadores.

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, é contra a realização da Copa do Mundo a cada dois anos — Foto: AFP

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, é contra a realização da Copa do Mundo a cada dois anos — Foto: AFP

— Eu acredito que isso nunca vai acontecer porque vai contra os princípios básicos do futebol. Jogar a cada verão um grande torneio com um mês de duração, para os jogadores será a morte. Se for a cada dois anos, vai bater com a Copa do Mundo feminina e o torneio olímpico de futebol — afirmou Ceferin.

Um dos impactos inevitáveis de uma eventual mudança de periodicidade da Copa do Mundo será nas competições continentais de seleções. Os dois principais – Copa América e Euro – são disputados a cada quatro anos, sempre nos pares nos intervalos da Copa do Mundo.

O valor da Copa é justamente porque acontece a cada quatro anos, é preciso esperar por ela, como os Jogos Olímpicos. É um evento grandioso. Não vejo nossas federações apoiando isso”.
— Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, em entrevista ao “The Times”.
.
.
.
Globo Esporte

mais lidas