Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Colunistas

Preserve-se

Publicado

em

Fernanda Trigueiro

Por Fernanda Trigueiro

 

Preserve-se

 

A palavra que virou o título deste texto fugiu da minha memória. Foram dias revivendo e remoendo aquele momento. O famoso “deu branco” aconteceu comigo ao vivo. Pra quem não me conhece sou repórter de TV e cubro os acontecimentos da nossa capital. Era mais um crime como tantos noticiados. O local estava cercado com aquela faixa para limitar a área que passaria por perícia. Território interditado. Policiais cercando a rua. Foram diversas tentativas e a tal palavra não vinha a mente.

Em tempos de covid, estaria eu com sequelas que acabaram se transformando em perda de memória ou sou eu tendo o meu primeiro sintoma de burnout? Fiquei preocupada. Mas ali na hora sem poder pedir socorro, me virei como deu. Foi. Passou e eu não comentei com ninguém que o quê eu queria falar, de verdade, não foi dito.

Eis que dias depois: “preservada”, “área preservada”. Veio! Era isso que queria dizer naquele fatídico dia. O texto pronto que todo repórter deve saber, sabe e diz “área preservada para o trabalho da polícia científica”. O “preservada” depois ficou na minha mente. Vinha o tempo todo do nada e sem nem me dar conta pensei que pudesse ser um sinal.

Talvez, era um sinal para eu me preservar? Nem tudo é burnout. Nem tudo é covid. Eu apenas falhei e está tudo bem! Isso acontece nas melhores famílias. Diante do “apagão” e dos imprevistos, o importante é ter jogo de cintura e se virar. Isso serve pra você também? Pode não sair como você gostaria, mas em tempos de exaustão, o importante é sair. É fazer. É não se deixar levar pela situação. É se preservar dos maus pensamentos, da ansiedade, da autocobrança e do medo.

Eu sei o meu valor e na hora do desespero me fortaleci dizendo pra mim mesma que não seria uma “palavrinha” que iria me derrubar. Trabalhar ao vivo todo dia é um desafio. Me sinto uma seguidora fiel de Brené Brown que encoraja as pessoas a estarem na arena da vida, expostas e vulneráveis. E isso faz total sentido. Só ganha quem entra e sobe no palco. Quem fica parado pode não perder, mas também não se arrisca e nem chega perto de sentir o gostinho da vitória.

Por isso, sejamos legais com a gente mesmo. Preserve-se do mal que pode vir de fora ou mesmo de dentro de si. Se não der, não deu e deixe pra próxima. Não exija tanto de si! Você não precisa estar sempre pronta pra reagir e colocar o cropped (meme do momento). Descanse sem culpa. Preserve a sua mente e se cuide. Confia. Nada é à toa e só acontece aquilo que damos conta. Sempre acredite na sua verdade. Escute seu coração, siga sua intuição e viva. Só viva!

E para fechar, dias depois um outro crime aconteceu. Uma tentativa de assalto. Troca de tiros. Cápsulas deflagradas espalhadas pelo asfalto, uma moto caída, carro abandonado e a área ficou toda “preservada”. Desta vez, não economizei. Falei mil vezes e com gosto pra todos ouvirem “área preservada para o trabalho da perícia”. Que orgulho de mim! Peço desculpas ao meu chefe e ao telespectador porque desta vez não usei “sinônimos”.

mais lidas