Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Prêmio Espantaxim 2020 recebe trabalhos infantis até junho

Publicado

em

Prêmio Espantaxim 2020 recebe trabalhos infantis até junho

Crianças de 7 a 12 anos de idade podem participar do concurso

Até o dia 5 de junho próximo, crianças de todo o país na faixa etária de 7 a 12 anos de idade podem enviar redações, mensagens ou poesias para concorrer no 6º Concurso Nacional Literário Infantil Espantaxim e o Castelinho Mágico – Prêmio Espantaxim 2020, idealizado pela compositora e escritora Dulce Auriemo. O tema central deste ano aborda as Quatro Estações – Primavera, Verão, Outono, Inverno e como cada uma delas tem seus encantos e particularidades que afetam os sentimentos das pessoas. A participação é gratuita.

Ao falar hoje (7) à Agência Brasil, Dulce Auriemo contou que desde 2002 desenvolveu um projeto musical e literário infantil que começou a ser usado pelos professores nas escolas, inicialmente na fase pré-escolar e, mais tarde, nos primeiros anos do ensino fundamental. Em 2010, ela escreveu um livro sobre o Projeto Espantaxim e publicou, em inglês, junto com o pianista de jazz e de música popular brasileira Amilton Godoy, “Meu primeiro álbum de piano solo”, prefaciado pelo pianista Arthur Moreira Lima. Com essa obra, Dulce Auriemo ganhou o segundo lugar do Prêmio Jabuti de 2009, na categoria Didático ou paradidático do ensino fundamental e médio.

“Meu sentimento foi infantilmente forte. Eu não esperava”, manifestou Dulce. Ela resolveu então criar um prêmio literário para as crianças, que é o Prêmio Espantaxim. Segundo Dulce, o prêmio “abre portas e fica para toda a vida. É uma experiência maravilhosa”. O primeiro concurso foi lançado em 2010, na Bienal do Livro de São Paulo, com o tema Guardiões da natureza, e se repetiu daí para a frente a cada dois anos. Dulce Auriemo disse que como foram muitos os trabalhos recebidos no primeiro concurso, ela resolveu estender o prêmio para todo o país a partir da segunda edição.

Desenvolvimento

Na última edição nacional de 2018, foram recebidas 3.393 obras de crianças de 14 estados. “É muito gratificante”, comentou. As escolas trabalham com as crianças o tema que busca sempre ser instrutivo e atrativo. No regulamento do prêmio, que pode ser acessado no site, há o Portal do Professor instruindo como deve ser feito o desenvolvimento dos trabalhos em classe com as crianças. Segundo Dulce, o prêmio constitui um trabalho de apoio extra para os professores, uma vez que não faz parte do currículo escolar.

O prêmio é dividido por faixa etária, para crianças de 7 e 8 anos de idade, crianças de 9 e 10 anos e para crianças de 11 e 12 anos de idade. “As obras são julgadas de acordo com a faixa etária das crianças”, destacou Dulce. Não existe inscrição. O envio das obras pelas escolas já caracteriza a inscrição, sublinhou. A folha inicial do prêmio que está no site do concurso deve ser impressa e conter os dados da criança, idade, nome da escola, e-mail e telefone para a comissão julgadora poder entrar em contato com as pessoas após o julgamento das obras. As redações, poesias ou mensagens podem ser enviadas pelo correio ou pela internet mas, para isso, devem ser bem escaneadas, porque têm de ser escritas a mão pelas crianças, a lápis ou caneta. Não podem ser digitalizadas.

Antologia

Serão premiadas este ano 250 crianças, que receberão uma antologia com todos os resultados do concurso que incluem os trabalhos vencedores, destaques e selecionados. “Cada criança é merecedora de uma página no livro”,ressaltou Dulce Auriemo. O principal objetivo do concurso é o estímulo à escrita e à leitura. “A gente percebe que as crianças que escrevem melhor são as que leem mais, que gostam de ler. É muito bom para aumentar o vocabulário”. Dulce chamou a atenção que o prêmio não tem fins lucrativos. “É uma forma de contribuir para a educação infantil brasileira”.

O resultado será divulgado em novembro e a entrega do Prêmio Espantaxim 2020 ocorrerá no dia 17 de abril de 2021, na Sala São Paulo, patrimônio histórico e cultural da capital paulista. Além da antologia deste ano do prêmio, cada criança receberá outros dois livros com os resultados de duas edições anteriores, e um boneco Espantaxim, que é o mascote da premiação.

Os vencedores e destaques recebem também troféu. Todos receberão ainda a coleção completa de livros e CDS do Projeto Espantaxim. Dulce Auriemo informou que as redações ou histórias e as poesias devem conter até 30 linhas, no máximo, e recomendou que as crianças não escrevam no verso da página. As mensagens, por sua vez, devem ter, no máximo, sete linhas. A edição 2020 do prêmio Espantaxim é a de maior número de premiados de toda a sua história.

 

 

 

 

 

AGENCIA BRASIL

mais lidas