Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Sem categoria

Prefeitura x Sindicato: Confira os dois lados da greve de ônibus em Sorocaba

Publicado

em

Prefeitura x Sindicato: Confira os dois lados da greve de ônibus em Sorocaba

Equipe de reportagem da TV TEM entrevistou o prefeito José Caldini Crespo (DEM) e o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, Paulo Estausia.

A equipe de reportagem da TV TEM conversou com o prefeito de Sorocaba (SP), José Caldini Crespo (DEM), sobre a paralisação dos serviços dos trabalhadores em transporte urbano do município. A greve que visa reajusta salarial completa 23 dias nesta sexta-feira (28).

Na entrevista, o chefe do Executivo informou que pediu ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) a decretação da ilegalidade da greve dos motoristas de ônibus. O pedido foi feito na quinta-feira (27) depois que os motoristas decidiram pela continuidade da greve.

A TV TEM também entrevistou o presidente do Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região, Paulo Estausia, que disse que o objetivo da categoria não é de prejudicar os usuários do transporte público, mas pressionar para que as empresas, com o apoio da prefeitura, cedam ao acordo.

Confira na íntegra a entrevista com Crespo sobre a greve dos motoristas de ônibus

Confira na íntegra a entrevista com Crespo sobre a greve dos motoristas de ônibus

A maior greve da história

A paralisação dos motoristas que atuam em Sorocaba começou no dia 22 de junho e chegou a ser suspensa três vezes para novas rodadas de negociações. Entretanto, nesta quinta-feira (27) a categoria votou – em duas assembleias – pela continuação da greve até o julgamento do dissídio, marcado para 9 de agosto.

Na semana passada, a prefeitura ofereceu 1,57% de antecipação na negociação do salário, que seria descontado no próximo acordo coletivo. Porém, o sindicato quer que o valor seja incorporado ao salário.

A prefeitura diz que não é possível o reajuste, pois apenas o valor da antecipação chegaria a R$ 1 milhão aos cofres públicos, mesmo com os cerca de R$ 3 milhões oferecidos pela Câmara de Vereadores para sanar o déficit.

Na proposta, a administração muncipal sugeriu também reajuste de 4% no salário a partir de maio de 2018, congelamento do Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) em R$ 1,5 mil e R$ 21 para o ticket refeição por dia.

Por outro lado, a proposta citada pelo sindicato exige 4% de reajuste retroativo a maio e 1,57% em setembro, além de R$ 1,6 mil de participação nos lucros e aumento no vale refeição. Diante das divergências, as partes não entraram em acordo.

Motoristas lotaram rua do Sindicato dos Rodoviários em assembleia sobre greve de ônibus em Sorocaba (Foto: Wilson Gonçalves Jr./TV TEM)

Motoristas lotaram rua do Sindicato dos Rodoviários em assembleia sobre greve de ônibus em Sorocaba (Foto: Wilson Gonçalves Jr./TV TEM)

mais lidas