Siga nossa Redes

Política

Prefeitura em Diadema investiga furto de duas doses da vacina Coronavac em posto de saúde

esportes

Publicado

em

Prefeitura em Diadema investiga furto de duas doses da vacina Coronavac em posto de saúde

A Prefeitura de Diadema, na Grande São Paulo, abriu um processo administrativo para investigar o furto de duas doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

O furto ocorreu na Unidade Básica de Saúde (UBS) Parque Reid, no Centro de Diadema, e foi notada nesta sexta-feira (22).

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, uma funcionária informou que recebeu 70 doses da Coronavac na quarta-feira (20), dando início da aplicação da vacina em 39 profissionais da unidade de saúde.

Na quinta-feira (21), após a imunização de mais um profissional, os funcionários conferiram o lote disponível e constataram terem 30 doses disponíveis. O mesmo procedimento foi feito na sexta-feira (22), no entanto, os profissionais de saúde notaram estar faltando duas unidades da vacina.

A Secretaria de Saúde do município informou que a unidade não registrou nenhum tipo de invasão externa. As vacinas estavam armazenadas em um local com chave e com acesso somente de funcionários.

“Ressaltamos que o furto de vacina é crime e a aplicação do imunizante em qualquer pessoa que não se enquadre nos critérios definidos pelas autoridades de saúde é irregular e deve ser denunciada. A SMS repudia a atitude que prejudica aqueles que estão na linha de frente do enfrentamento a pandemia e se coloca à disposição das autoridades para os devidos esclarecimentos necessários”.

 

Até o momento, 2.656 pessoas foram vacinadas em Diadema. A cidade recebeu 4.480 doses.

A Secretária de Segurança Pública de Diadema informou que reforçou a segurança de três unidades de saúde que estão com estoques da vacina.

.

.

.

G1 – Globo.

Publicidade

mais lidas