Siga nossa Redes
xvideos4.pro julia jerez de garcia salinas.
ngentot pagkantot sa magandang kapitbahay.
www.hotdesimovs.com blowjobs and pussy play.

Saúde

Prefeitura de SP deixa de exigir termo a quem tomar Pfizer como 2ª dose da AstraZeneca

Publicado

em

Prefeitura de SP deixa de exigir termo a quem tomar Pfizer como 2ª dose da AstraZeneca

A Prefeitura de São Paulo não vai mais exigir a assinatura do termo de consentimento de intercambialidade de vacinas para quem tomar Pfizer como segunda dose da AstraZeneca.

A determinação constava em instrutivo municipal e foi cumprida em todas as unidades de saúde da cidade nesta segunda-feira (13).

Segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a medida tinha sido determinada pela gestão estadual, que revisou a regra na manhã desta terça (14) e a tornou facultativa a partir de hoje.

Na semana passada, o governo paulista autorizou os municípios a aplicar a vacina da Pfizer em quem já está com a segunda dose de AstraZeneca em atraso. Na capital, a vacinação desse grupo começou a ser feita por volta das 15h desta segunda (13).

Podem se vacinar quem estiver com a dose de AstraZeneca vencida entre os dias 1º e 15 de setembro.

Termo de intercambialidade da vacina para quem tomar a segunda dose da Pfizer no lugar da Astrazenenca — Foto: Divulgação
Termo de intercambialidade da vacina para quem tomar a segunda dose da Pfizer no lugar da Astrazenenca — Foto: Divulgação

Doses em atraso

A capital recebeu do governo estadual 165 mil doses da Pfizer no sábado (11) para serem aplicadas a este público.

Ainda de acordo com Aparecido, a gestão municipal conseguiu nos estoques mais 30 mil doses que serão destinadas a essa população.

O quantitativo, entretanto, não é suficiente para atender a todo o grupo com o esquema vacinal em atraso.

De acordo com levantamento da gestão municipal, 340 mil pessoas já estão com a segunda dose da vacina em atraso.

O município espera receber nesta quarta-feira um novo lote de vacinas da Pfizer pelo Ministério da Saúde, além da retomada das entregas de AstraZeneca.

.

.

.

.

G1

mais lidas