Destaque Principal Geral

Prefeito de Belo Horizonte vê situação grave na cidade e suspende reabertura

Redação
Escrito por Redação

Equipe do prefeito Alexandre Kalil vai esperar mais uma semana para decidir se reabertura gradual pode continuar

A cidade de Belo Horizonte não terá uma nova fase de comércios sendo autorizados a abrir as portas a partir da próxima segunda-feira (1º). A decisão foi anunciada pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), durante coletiva sexta-feira (29).

Na reunião, a equipe do prefeito fez um balanço da proliferação da Covid-19 na cidade nesta semana, quando foi autorizada a retomada gradual do comércio na cidade. Kalil anunciou, ainda, que a equipe da prefeitura vai dar um prazo de mais uma semana para avaliar se o comércio pode seguir aberto na capital mineira.

“A situação na grande BH e no estado é de grande gravidade”, disse o prefeito Alexandre Kalil (PSD) durante entrevista coletiva, para justificar que não vai ampliar a flexibilização do isolamento social em Belo Horizonte.

“Nós temos notícias assustadoras do interior, que não tem culpado, que é o sistema estadual sucateado há anos”, disse para justificar a não ampliação da reabertura do comércio na cidade.

A segunda etapa estava prevista para a próxima segunda-feira, mas a possibilidade acabou sendo vetada, segundo a prefeitura, por causa da situação da pandemia no estado.

Alexandre Kalil não descartou a possibilidade de lockdown, caso a situação se agrave, e voltou a falar que as medidas serão tomadas com base em estudos feitos pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19. “A boa notícia é que o bom senso junto com a ciência nós vamos dar mais uma semana para os acontecimentos da cidade”, falou. “Deus queira que na semana que vem eu não tenha que anunciar o lockdown”, completou.

Por meio de nota, aCâmara de Dirigentes Lojistas de BH se posicionou sobre a paralisação da reabertura do comércio da cidade.

Veja a nota completa:

”Com a autoridade de quem teve como primeira preocupação nessa pandemia a preservação da saúde e da vida das pessoas, a CDL/BH conclama a Prefeitura da capital a iniciar imediatamente o diálogo com o Governo do Estado para o enfrentamento conjunto no combate à propagação do Covid 19.
Hoje, quando a Prefeitura anunciou o impedimento da abertura de novas atividades, que estavam previstas para a próxima segunda-feira, ficou evidente que o principal motivo para a tomada dessa decisão foi a situação do Coronavírus no interior do Estado e o seu possível impacto na capital.
O comércio de Belo Horizonte já está dando uma enorme contribuição no combate ao Coronavírus na cidade. Respeitamos todas as medidas anunciadas pela Prefeitura, especialmente o isolamento social. Fizemos um grande sacrifício. A maioria dos estabelecimentos dos setores de comércio e serviços fechou as suas portas e procurou manter os seus empregos.
Temos a convicção que tal comportamento foi de fundamental importância para salvar vidas. Entendemos que o comércio de Belo Horizonte não pode ser penalizado por uma suposta negligência no combate ao Coronavírus no interior do Estado. Por isso, a necessidade urgente do diálogo entre a Prefeitura de Belo Horizonte e o Governo do Estado para encontrar soluções para este problema. A CDL/BH está à inteira disposição para colaborar nessa união de esforços.”

 

 

 

 

 

 

 

 

IG

Sobre o autor

Redação

Redação

%d blogueiros gostam disto: